A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

12/01/2013 10:30

Bernal vai ao lixão na segunda em busca de solução para trabalhadores

Ideia é cercar um terreno próximo ao local para receber os resíduos que seriam reciclados pelos trabalhadores.

Carlos Martins e Gabriel Neris
Prefeito Alcides Bernal irá até o lixão na segunda-feira acompanhado da procuradora da Defensoria Pública (Foto: Gabriel Neris)Prefeito Alcides Bernal irá até o lixão na segunda-feira acompanhado da procuradora da Defensoria Pública (Foto: Gabriel Neris)

O prefeito Alcides Bernal (PP) disse na manhã deste sábado que na próxima segunda-feira (14) irá até o lixão juntamente com a procuradora da Defensoria Pública em busca de uma saída para resolver a situação dos trabalhadores que fazem a separação de materiais recicláveis. A idéia é utilizar um terreno que fica ao lado do lixão para que receba os resíduos. A informação foi prestada pelo prefeito na Unidade Básica de Saúde Albino Coimbra Filho, bairro Manoel Taveira, após o lançamento de inclusão de plantão de odontologia que faz parte do Mutirão Saúde em ação, lançado na semana passada pelo prefeito.

“Neste terreno, que seria cercado e adequado para receber os resíduos, poderia ser feito o serviço de reciclagem”, disse o prefeito, sem detalhar quando isso será possível. Bernal disse ainda que conversou com o superintendente da Funasa (Fundação Nacional da Saúde), Pedro Teruel, sobre a destinação de cerca de R$ 2,5 milhões que sobraram do convênio de R$ 4 milhões entre a prefeitura e Funasa. A ideia é usar o dinheiro para alterar a estrutura do aterro sanitário, acabando com o passivo do lixo, “trabalho que era da concessionária e que não foi feito”, segundo o prefeito. Ele disse, ainda, que pediu para uma equipe técnica analisar a situação do lixão.

Bernal disse que irá solicitar para a Funasa para que, juntamente com técnicos da prefeitura façam um laudo em relação ao meio ambiente. “Os trabalhadores não irão voltar a trabalhar nesta montanha de lixo”, garantiu o prefeito, que aproveitou para cutucar o ex-prefeito Nelsinho Trad (PMDB): “O que estava prometido não foi executado”.

Quanto à decisão judicial tomada ontem, que permite que os trabalhadores voltem ao lixão, Alcides Bernal considerou que foi uma medida acertada, porque a usina de separação ainda não está pronta.”É um problema sério. A impressão é que está se criando outro lixão”, analisou. Ele disse que os trabalhadores serão cadastradas por equipes da Secretaria de Assistência Social e pela Funsat para que recebam uma cesta básica e um salário mínimo até a definição da situação. “É uma medida emergencial”, explicou.

Bernal estava acompanhado dos secretários Ivandro Corrêa Fonseca (Saúde), Semy Ferraz (Infraestrutura, Transporte e Habitação) e pelos vereadores Waldecy Batista Nunes, o Chocolate, e Derly dos Reis de Oliveira, o Cazuza, ambos do PP.

Confundido com ladrão, homem causa acidente e acaba agredido
Flávio Guimarães Fernandes, 39 anos, foi confundido com ladrão e agredido por moradores após se envolver em acidente. O caso aconteceu na madrugada d...
Sesau e SES recolhem quase 10 toneladas de lixo no Jardim Noroeste
A ação de recolhimento de lixo realizada em casas e terrenos baldios no Jardim Noroeste - bairro localizado na regiões leste de Campo Grande - somou ...
Apae recebe doação de brinquedos da campanha Compartilhe o Natal
Foi iniciado nesta segunda-feira (11) a entrega de brinquedos arrecadados na campanha "Compartilhe o Natal", realizado pelo Ministério Público Estadu...


ATE AGORA NÂO ENTENDI A DO NOVO PREFEITO, COM TODO MEU RESPEITO, ESTOU ACHANDO QUE QUEREM MANCHAR A ÍNDOLE DO NELSINHO TRAD, QUE TENHO COMO HOMEM DIGNO SÉRIO E DE RESPEITO, FALARAM TAÂTO DO LIXAO E AGORA QUEREM REABRI-LO, ESTRANHO NÃO?
 
SUELI MENDONÇA em 12/01/2013 16:01:05
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions