ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUARTA  29    CAMPO GRANDE 16º

Capital

Briga entre jovens que levou a acidente com 2 mortes começou há dias, pelo Whats

Prints de conversas, anexadas ao auto de prisão em flagrante, foram apresentadas à Polícia Civil por Vínicius, preso em flagrante

Por Viviane Oliveira | 05/02/2021 09:45
Perseguição terminou com acidente grave e duas pessoas mortes na manhã de ontem (Foto: Henrique Kawaminami)
Perseguição terminou com acidente grave e duas pessoas mortes na manhã de ontem (Foto: Henrique Kawaminami)

A briga entre Vinícius de Oliveira Gonçalves, 20 anos, e Guilherme Henrique dos Santos, 24 anos, que terminou com a morte de duas pessoas na manhã de ontem (4), na Avenida Guaicurus, começou na semana passada por mensagens no WhatsApp.

Ontem, Ingrid Casanova Padilha, 22 anos, confirmou a versão de que foi perseguida pelo ex-marido, Guilherme, e admitiu que ciúmes causou a fuga. A jovem foi casada por 8 anos com Guilherme e tem duas filhas com o rapaz.

Os prints de conversas, anexadas ao auto de prisão em flagrante, foram apresentadas à Polícia Civil por Vinícius, que foi preso em flagrante. Era ele quem dirigia o VW Gol e fugia de Guilherme (que pilotava uma moto), quando atingiu o carro das vítimas, Jair Fernandes Pereira, 49 anos, e Mauro Jorge Pereira Nantesi, 54 anos, que morreram na hora.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Segundo os prints, Guilherme usando o celular de Ingrid, provavelmente sem ela saber, passou a encaminhar mensagens para Vinícius. Entre conversas picantes e acusações, Guilherme pede para o rival deixar a mulher dele (Ingrid) em paz. Vinícius rebate: “Fez o que fez com a guria, agora fica aí implorando para voltar. Seja homem e assuma o que fez”.

"Cala boca seu otário”, escreveu Guilherme. Na sequência, depois de conversas picantes, ele disse: “Mano, chega antes que eu perca a paciência”. “Porque? Vai fazer o que”? escreveu Vinícius. Guilherme respondeu: “Vou quebrar sua cara, otário”. Vinícius rebateu. "Ixi, olha o projeto de durão, resolve tudo na pancada”.

Em entrevista à reportagem, Ingrid disse que antes de se encontrar com Vinícius, esteve em conveniência próxima à residência de sua mãe, em busca de emprego. Foi em uma rua próxima a casa, e não em frente ao imóvel, como relatou Guilherme à polícia, que Ingrid se encontrou com a pessoa de Vinícius, a quem ela não utilizou nenhum termo para definir a relação entre os dois. "Eu estava com o Vinícius, ali, naquele momento. Não tinha nada com ele. Esse negócio de ex-mulher, ex-namorada, ex-ficante não existe", deixou claro.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Já sobre Guilherme, a jovem confirma ter se separado, após 8 anos de casamento e duas filhas. Quanto a perseguição, disse, viu pelo retrovisor a aproximação do ex-marido. "Ele bateu no vidro pedindo pra parar. Eu falava para ele [Vinícius] parar o carro, para eu descer, conversar com meu ex e ele ir embora, mas ele [Vinícius] falava 'não, você não vai mais ficar nessa situação'", contou.

Para ela, o fato do condutor ter parado o carro, poderia ter evitado o acidente. "Lógico que eu acho que os dois iriam brigar, mas "preferia" que eles brigassem, do que dois mortos", afirmou. Vinícius foi preso em flagrante por homicídio doloso.

Nos siga no Google Notícias