A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 10 de Dezembro de 2019

02/12/2019 17:03

Brigas entre jovem mantida em cárcere e marido eram constantes, diz vizinha

Suspeito foi preso após vítima conseguir fugir e pedir socorro em um restaurante da região

Geisy Garnes e Aletheya Alves
Arma apreendida com marido que tentou matar mulher, de 19 anos (Foto: 10º BPM/Divulgação)Arma apreendida com marido que tentou matar mulher, de 19 anos (Foto: 10º BPM/Divulgação)

Vizinhos da jovem de 19 anos resgatada pela polícia após ser mantida em cárcere privado no Jardim Canguru, neste domingo (1º), relataram que as brigas entre ela e o marido eram frequentes. O homem foi preso em flagrante após a vítima conseguir pedir socorro em um restaurante da região. Eles moravam no bairro há cerca de um mês.

A proprietária da residência em que o casal morava conversou com equipe de reportagem do Campo Grande News e relatou que precisou pedir para que eles deixassem o imóvel justamente pela frequência das brigas. “Brigavam dia e noite. Eu nem conseguia dormir por causa das brigas”, lembra a mulher, que mora ao lado da casa e não quis se identificar.

“Eram para ter saído no sábado. Quando pensei em falar com eles de novo aconteceu tudo isso”. Segundo a testemunha, os dois brigaram “como de costume”, mas dessa vez o homem falou “mais alto que o normal”. Pouco depois, saiu de casa afirmando para a vizinha que estava fugindo porque a policial foi avisada da confusão.

No entanto, não demorou muito para ele voltar, já armado e disparando tiros para o alto. “Ele saiu da favela com a arma na mão, atirando”, conta. A vítima se desesperou, pediu socorro aos moradores e foi orientada a correr. Ela fugiu, mas foi perseguida pelo marido.

A vítima então pediu socorro em um restaurante da Rua Catiguá. A proprietária do estabelecimento contou que era a primeira vez que abriu em um domingo e que o policial militar que prendeu o autor estava sentado, esperando um marmitex. “Todo mundo gritou que ele estava armado. O policial correu até o carro dele para pegar a arma e depois conseguiu imobilizar o homem”.

Poucos minutos depois, uma viatura da Polícia Militar chegou e levou o suspeito preso para a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher). Aos policiais, a vítima afirmou que foi mantida em cárcere privado durante a noite e só conseguiu fugir pela manhã. Ela estava com escoriações no braço e pescoço quando foi socorrida.

A arma usada pelo suspeito, um revólver calibre 32, foi apreendida. Ela estava carregada com seis munições, uma delas de pistola. O caso segue em investigação pela Deam.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions