A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Setembro de 2019

02/09/2019 13:44

Cai número de acidentes, mas trânsito matou 50 pessoas neste ano na Capital

Três mortes foram registradas somente no fim de semana; duas vítimas são motociclistas e uma é pedestre

Anahi Zurutuza
Boné do catador e uma parte do que sobrou do carrinho ainda estavam no local acidente; ao fundo, o BPTran (Foto: Simão Nogueira/Arquivo)Boné do catador e uma parte do que sobrou do carrinho ainda estavam no local acidente; ao fundo, o BPTran (Foto: Simão Nogueira/Arquivo)

O número de acidentes e a violência deles diminuíram de 2018 para cá. O trânsito, porém, matou 50 pessoas de 1º de janeiro até hoje em Campo Grande. Três mortes foram registradas somente no fim de semana.

De acordo com o tenente-coronel Franco Alan, comandante da BPTran (Batalhão de Polícia Militar de Trânsito), o trânsito está menos violento por causa do aumento na fiscalização. “Os radares, as blitze da Lei Seca, o uso de drones para flagrar infrações”, citou.

De janeiro até agora, 6.094 acidentes foram contabilizados na Capital, 323 a menos que no mesmo período do ano passado e redução de 6,1% em relação a 2018.

O número de óbitos também é menor. Foram 63 de 1º de janeiro a 2 de setembro de 2018, 26% a mais. No mesmo período de 2017 e 2016 também houve mais mortes, 57 em cada ano.

Ocorrências - Na madrugada de sábado (31), catador de material reciclável morreu atropelado na Rua Bahia com a Barão do Rio Branco, esquina onde fica o BPTran. Imagens de câmeras de segurança obtidas pelo Campo Grande News mostram o momento em que a Toyota Hillux atinge a vítima, que atravessava a rua Bahia empurrando um carrinho usado para colocar o material recolhido. Veja:

Também no sábado, motociclista identificada como Mayara Muller Silva, de 30 anos, morreu na Santa Casa de Campo Grande, horas depois de acidente de trânsito que aconteceu no Bairro Jardim Presidente. O automóvel que se envolveu na batida não foi identificado.

Ontem, 1º de setembro, funcionário da Viação Campo Grande, identificado como Adriano Santos Silva, morreu no mesmo hospital Santa Casa após ser vítima de acidente no cruzamento entre a Avenida Salgado Filho e a Travessa Rui Barbosa, no Centro de Campo Grande. O motorista envolvido na colisão fugiu em prestar socorro.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions