A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

03/09/2014 19:18

Capital tem a segunda maior sensação térmica do ano

Michel Faustino
Bem-te-vi se refresca em torneira no Parque. (Foto: Marcelo Calazans)Bem-te-vi se refresca em torneira no Parque. (Foto: Marcelo Calazans)
Alguns campo-grandenses ainda se arriscaram nos parques da Capital. (Foto: Marcelo Calazans)Alguns campo-grandenses ainda se arriscaram nos parques da Capital. (Foto: Marcelo Calazans)
Mesmo com calor e tempo seco aposentado não deixou de se exercitar. (Foto: Marcelo Calazans)Mesmo com calor e tempo seco aposentado não deixou de se exercitar. (Foto: Marcelo Calazans)

O campo-grandense que saiu às ruas na tarde desta quarta-feira (3) sentiu, literalmente, na pele as altas temperaturas. De acordo o Cptec/Inpe (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos), a Capital teve a segunda maior sensação térmica já registrada no ano.

Conforme os dados do Cptec, a temperatura registrada nesta quarta-feira na Capital foi de 35ºC, com sensação térmica de 39ºC. A segunda maior sensação térmica já registrada este ano, ficando atrás apenas dos índices registrados em fevereiro, onde a sensação térmica chegou a 40ºC.

A alta temperatura, somada com a baixa umidade relativa do ar e a falta de chuvas contribui para que o campo-grandense que saiu as ruas na tarde de hoje fosse castigado. Conforme o Inpe, a temperatura deve ficar mais amena a partir de amanhã com a previsão de bancadas de chuva em algumas regiões da Capital.

Disposição - Apesar da pratica de atividades físicas não ser recomendada em condições como as registradas hoje. Alguns campo-grandenses ainda se arriscaram nos parques da Capital.

O aposentado, Josualdo Celestino Pedroso, 71 anos, não abriu mão de fazer sua “caminhadinha sagrada”. Apesar de ter encarado o desafio sob o sol escaldante, o aposentado reconhece que as altas temperaturas registradas na Capital nos últimos dias têm prejudicado o seu desempenho. Josualdo diz que por causa do calor, teve que reduzir a rotina de treinos, de cinco, para três dias.

“O tempo está muito seco, muito quente. E ai fica difícil da gente caminhar direito. Mas, eu não abro mão, mesmo sabendo que não é recomendado”, disse.

Lucro - Se para alguns, as altas temperaturas não são nada agradáveis, para o vendedor ambulante marco Antônio dos Santos é a oportunidade de “faturar um a mais”. O ambulante diz que o calor intenso que tem feito na Capital nos últimos dias “turbinou” as vendas de água de coco.

Ele diz que chega a vender aproximadamente 100 vezes mais do que os dias normais. “Eu aproveito que o pessoal precisa se hidratar e eles gostam de coco. Dá pra tirar uma graninha (sic) boa a mais. Pra mim esse tempo quente é uma maravilha, disse.

Ambulante comemora aumento nas vendas. (Foto: Marcelo Calazans)Ambulante comemora aumento nas vendas. (Foto: Marcelo Calazans)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions