ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, TERÇA  18    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Casas para ex-moradores do Mandela terão 34 metros quadrados

Construtora prevê entrega de 150 moradias até novembro deste ano

Por Lucia Morel e Geniffer Valeriano | 09/01/2024 10:27
Obras estão na fase de fundação. (Foto: Alex Machado)
Obras estão na fase de fundação. (Foto: Alex Machado)

Ainda em fase de fundação, mas avançando, 150 casas para ex-moradores da favela do Mandela, em construção em quatro bairros de Campo Grande, terão 34 metros quadrados. Serão moradias com dois quartos, sala com cozinha conjugada e banheiro. Os lotes têm 10 metros por 20 metros e, segundo o engenheiro da empresa responsável pelas obras, Gustavo Souza Castro, 39 anos, haverá terreno para ampliação.

O projeto das casas é da própria Prefeitura de Campo Grande, que em dezembro anunciou em Diário Oficial os quatro bairro onde as obras das casas seriam realizadas, ao custo de R$ 15 milhões: no bairro José Tavares, onde a reportagem conversou com Gustavo, são 44 lotes; mais 32 no Talismã; e 74 no Iguatemi I e II. A VBC é responsável por todas. Cerca de 27 pessoas ainda não tiveram o lote de destino definido.

Modelo a ser seguido para construção das casas. (Foto: Alex Machado)
Modelo a ser seguido para construção das casas. (Foto: Alex Machado)

Sobre o tamanho das residências, o engenheiro diz que elas são projetadas para moradia de até cinco pessoas. “São duas pessoas em cada quarto e você tem mais a sala que pode ser um local de dormitório. Então dependendo se tem quatro até cinco pessoas, a casa atende”, afirma. Mas pondera que se houver mais, aí “tem que pensar em utilizar um sofá-cama na sala”.

Castro disse ainda que ter três áreas de convivência em uma casa para famílias acostumadas com apenas um cômodo para cinco pessoas é um avanço e reforçou que o próprio terreno tem a possibilidade de ampliação. “Você pode fazer mais três a quatro quartos da mesma tipologia. Essa condição de ampliação no próprio lote faz as pessoas viverem mais dignamente, entendeu? Então ela vai ter essa possibilidade de ampliar com o tempo, né?”, sustentou.

Engenheiro Gustavo Castro mostra projeto das obras. (Foto: Alex Machado)
Engenheiro Gustavo Castro mostra projeto das obras. (Foto: Alex Machado)

Cronograma – “O mesmo cronograma de uma tem que seguir na outra, então elas vão terminar no mesmo momento. Se eu vir que uma tem condição de ser entregue primeiro que a outra por algum motivo que foge a nossa mão, eu vou terminar, mas do contrário vou seguir todas elas ao mesmo tempo, a princípio todas as obras estão na mesma fase”, afirmou o engenheiro, prevendo encerramento das obras em novembro deste ano.

Segundo ele, “toda parte de rede de água, rede de esgoto, onde permite esgoto, já foi instalada. A rede elétrica também. Então tudo está nos permitindo a crer que em novembro, nós estamos entregando”, comenta esperançoso. O investimento total é de R$ 15 milhões.

Área da futura praça, com iluminação já instalada no José Tavares. (Foto: Alex Machado)
Área da futura praça, com iluminação já instalada no José Tavares. (Foto: Alex Machado)

Ainda sobre prazos, o engenheiro disse que em agosto deste ano, as casas devem estar em fase de acabamento. “A nossa expectativa é que a partir de agosto já tenham casas já praticamente prontas e acabadas, né, mas eu não consigo ainda entregar. Se der certo, eu entrego, mas a partir de agosto já quero estar terminando algumas unidades”, sinalizou.

Além das casas, a área do José Tavares comportará ainda Centro Comunitário e pracinha com academia ao ar livre. Sobre isso, Castro diz que as famílias já conheceram o local dos novos lotes e que é importante informá-las que o andamento das obras é bom. “O local é bom, a região é boa, já há muitos equipamentos públicos, como saúde e escola, né? Então, essa escolha determinante dos lugares foi importantíssima para que a pessoa não saia do ambiente dela”, encerrou.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias

Veja Também