A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

02/01/2013 20:06

Catadores que invadiram área pública querem reunião com Bernal

Nyelder Rodrigues e Helton Verão
Terrenos já estão sendo demarcados, em área de 10 metros por 20 (Fotos: Rodrigo Pazinato)Terrenos já estão sendo demarcados, em área de 10 metros por 20 (Fotos: Rodrigo Pazinato)

Os invasores da área em frente ao aterro sanitário de Campo Grande, no bairro Dom Antônio Barbosa, querem uma reunião com o novo prefeito Alcides Bernal (PP).

A área pertence à Prefeitura, e os invasores são sem-tetos e catadores que não se associaram à cooperativa dos catadores após o lixão ter sido desativado.

Segundo um dos catadores, Vanildo Elias de Oliveira, o objetivo é em breve conversar com Bernal ou algum representante.

“Se tirarmos uma casa financiada ou até mesmo as que alugamos, temos um gasto no mínimo de R$ 300 com ela, enquanto sendo da Emha, gastamos apenas 20% do salário”, diz Vanildo, explicando que não querem morar de graça, mas apenas uma oportunidade para pagar a própria casa.

Além disso, eles contaram que durante a campanha, Bernal prometeu mais casas populares, e que poderia começar pelos catadores que estavam ali. “Esperamos não ter uma surpresa desagradável e que o Bernal não mande a polícia antes de conversar”, comentou um deles, ao lembrar que a maioria dos catadores votou no novo prefeito.

Eles pretendem formar um novo bairro, que, inclusive já tem nome: Mundo Novo. Os lotes estão sendo demarcados com tamanho de 10 metros por 20 metros.

Outra situação - Outra área invadida e que pertence à Prefeitura de Campo Grande na avenida Pres. Ernesto Geisel, bairro Jóquei Club, ao lado do Shopping Norte Sul Plaza. Lá, a reportagem foi conversar duas vezes com as pessoas que ocupam o terreno. Em ambas as tentativas, os invasores negaram e disseram não saber de nada.

No local há 15 homens murando a área, usando máquinas, betoneiras e ferramentas. Eles dizem ter sido contratados, entretanto, os muros estão desnivelados, e eles trabalham sem nada que identifique a empresa a qual os contratou.

Um marco com uma placa da Prefeitura de Campo Grande, que fica no loca, foi encoberta pelo muro.

Na foto, Vanildo, representante dos catadores que já até nomearam o novo bairroNa foto, Vanildo, representante dos catadores que já até nomearam o "novo" bairro
Já ao lado do Shopping Norte Sul Plaza, 15 homens estão murando o terreno pertencente à PrefeituraJá ao lado do Shopping Norte Sul Plaza, 15 homens estão murando o terreno pertencente à Prefeitura
Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...
Crianças do Vespasiano Martins recebem Papai Noel e ganham presentes
As crianças do loteamento Vespasiano Martins, na periferia de Campo Grande, receberam a visita especial do Papai Noel neste sábado (16). Foram distri...


Isso tudo sao forma de ganhar casa,todos que ali estao tem casa propria ate as que deram antes todos que ganharam tem residencia fixa e casas ate de aluguel.
 
renato ilmp em 02/01/2013 20:25:07
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions