A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

12/05/2012 10:57

Cena incomum: enxurrada invade mansão de 800 metros quadrados

Nadyenka Castro e Luciana Brazil

Água e lama entraram por um dos portões da casa localizada na Vila do Polonês

Sala da casa da família de Regina: piso desapareceu em meio à lama. (Fotos: Minamar Júnior)Sala da casa da família de Regina: piso desapareceu em meio à lama. (Fotos: Minamar Júnior)

Além de causar cenas repetidas em bairros da periferia, a chuva deste sábado em Campo Grande sábado provocou uma cena incomum: enxurrada invadiu uma mansão que fica em uma via não pavimentada da Vila do Polonês.

A residência de 800 metros quadrados de área construída se transformou em ‘mar de lama’. Nem a piscina, que estava coberta por lona, escapou.

Regina Maksoud Cabral de Oliveira conta que o marido, o coronel-aviador Humberto Rodrigues de Oliveira, foi o primeiro a ver a situação e em seguida contou para ela, que ainda estava deitada.

“Ele falou: A sua casa está inundada, toda cheia de lama. Eu perguntei: Como assim? Do que você está falando? E ele disse: Desce lá”.

Regina desceu as escadas e viu que o marido não estava brincando. “Eu chorei, fiquei desesperada”.

O piso de porcelanato desapareceu debaixo da lama, que encobriu também “pés’ de diversos móveis, como piano e alguns de madeira maciça. Cadeiras, sofá, quadros com fotos de família e barras de cortinas também foram ‘atingidos’ pela enxurrada, que passou pela garagem, salas, cozinha e chegou ao quintal.

Regina e a filha Graziella Maksoud Oliveira, 21 anos, estudante de engenharia civil, contam que moram há dois anos no local e chuva forte ocorrida no início do ano levou lama até a garagem.

Graziella mostra quadros de família e 'pés' dos móveis atingidos pela enxurrada.Graziella mostra quadros de família e 'pés' dos móveis atingidos pela enxurrada.
Enxurrada invadiu todo o térreo do sobrado que fica na Vila do Polônes. Enxurrada invadiu todo o térreo do sobrado que fica na Vila do Polônes.

Segundo elas, há aproximadamente um mês a Prefeitura cascalhou a rua e retiraram uma lombada feita de terra e pedra. Mãe e filha dizem que esse obstáculo impedia que a água entrasse nas casas.

Agora, além de ficar sem a lombada, a rua está cheia de pedras grandes que ficam rolando na via. A chuva deste sábado também abriu um buraco na rua.

A casa de Regina foi a única a ser inundada do bairro de classe média alta. A região, antes da construção da avenida Via Parque, era constantemente alagada.

Regina cogita acionar juridicamente a Prefeitura e vai contratar uma empresa especializada em limpeza para retirar a lama.

Tempo- De 5h25min até por volta das 8h30min, havia chovido 42,6 milímetros na Capital e os ventos chegaram a 50 Km/h.

Houve inundações no Parque dos Laranjais e árvores caídas na Moreninha e Vila Planalto.

Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...


È isso ai Katia. Julgamentos de pobre ou ricos...Todos sofrem e realmente a nossa familia esá sofrendo Vcs não imaginam como é levantar de manha e ver a casa inteira inundada com LAMA. O piso que é branco ficar marrom, equipamentos de som , moveis tudo LITERALMENTE na lama. Ver rosto de desesperos de seus pais e irmaõs perambulando pela casa sem saber por onde comçar e sem saber o q faz
 
Lais CAbral em 13/05/2012 10:59:05
Pelo menos eles tem de onde tirar para cobrir o prejuizo, e olhe q se entrarem com ação contra a prefeitura ainda ganham. Pobre que se lasque, ah e não é culpabilidade em cima dos ricos, simplesmente a maioria dos ricos q fazem a vida dos pobres ruins. Desvio de verbas, superfaturamentos e por ai vai.
 
PALOMA em 13/05/2012 02:09:41
è lamentável ver sua casa inundada..pelo mesmo os moveis dela e de madeira, e dos pobres que é de compensado ou prensado de papelão, quando molha derrete..é triste gente!!
 
daniela rodrigues em 13/05/2012 01:49:00
Todos estão sujeito a isso seja rico ou pobre todos tem o direito de segurança em seus lares. E o dever é dos governantes se preocuparem mais com os lares do povo sem nenhuma descriminação de financeira. Direto de todos por uma Cidade limpa.
 
André Luis em 12/05/2012 12:54:37
É um absurdo a situação que está a Rua localizada no Polonês. Pagamos um IPTU altíssimo e mal conseguimos sair de carro da garagem. Para onde vai o dinheiro??? Espero que a Prefeitura tome uma postura.
 
ÉRICA CELA em 12/05/2012 12:49:36
Falou certo muito bom Emilia Henning
 
Adalton martins em 12/05/2012 12:07:26
Por sorte eles tem condições financeiras para cobrir os prejuizos e para contratar uma empresa de limpeza fico imaginando a situação de que mora na periferia onde isso já é uma situação comum onde diversas familias perdem sua tranquiliadade dignidade e seus bens materiais inumeras vezes.
 
Emilia Henning em 12/05/2012 11:18:52
Um verdadeiro absurdo. O local do fato é uma pequena ilha sem asfalto. Estranho é que mais a frente no mesmo bairro há ruas asfaltada sem qualquer casa. A Prefeitura precisa rever seus critérios para pavimentar os bairros.
 
VALDECIR PEREIRA em 12/05/2012 08:17:01
Por quê por sorte Emilia? Por quê nunca passa pela cabeça das pessoas que pode ser por trabalho?... porquê essa culpabilidade em cima de quem tem dinheiro?
 
Bruno Nodes em 12/05/2012 02:14:36
Triste e lamentável o descaso da Prefeitura com as ruas não pavimentadas de Campo Grande. Moro no Jardim Itatiaia, área de grande valorização imobiliária, porém esquecida pelo descaso público, como a região da Vila do Polonês. Aqui, já não mais se espera asfalto, uma vez que nem sequer chegam as prometidas e anunciadas limpezas públicas e cascalhamento. Afinal, a classe média não dá voto!!!!!!!!!!
 
Luis Fernando Simões Tolentino em 12/05/2012 01:07:29
Vai lá na casa dos vereadores, dos secretários de governo, do chefe do executivo,. dos desembargadores e de toda 'high society' campo grandense para saber se a casa deles foi invadida pela enxurrada. É o meu ditado: Dinheiro é fetiche de pobre. Bom mesmo é poder. Tem que ter poder e influência.
 
Paula Lutero em 12/05/2012 01:03:04
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions