A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

22/08/2014 12:57

Centro dá novas perspectivas a deficientes e pessoas em situação de dependência

Renan Nucci e Kleber Clajus
Centro conta com equipamentos para atender seus frequentadores. (Foto: Kleber Clajus)Centro conta com equipamentos para atender seus frequentadores. (Foto: Kleber Clajus)
Centro vai ajudar na recuperação da mãe de Emerson, Dorotilde, que sofreu um AVC. (Foto: Kleber Clajus)Centro vai ajudar na recuperação da mãe de Emerson, Dorotilde, que sofreu um AVC. (Foto: Kleber Clajus)

O prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), inaugurou na manhã desta sexta-feira (22) o Centro-Dia de referência para pessoas com deficiência em situação de dependência, na Avenida Mato Grosso. O local estava em funcionamento desde julho.

O espaço terá capacidade de atendimento para até 50 pessoas, contando com uma equipe de dez cuidadores, dois psicólogos, dois assistentes sociais e dois terapeutas ocupacionais, além de dois veículos adaptados adquiridos com recursos de R$ 210 mil do Governo do Estado.

De acordo com Janete Bellini, titular da SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social), não existia equipamentos suficientes no local e os recursos disponíveis estavam emperrados no Ministério Nacional do Desenvolvimento Social. O executivo precisou trabalhar muito para conseguir liberar as verbas e dar continuidade ao projeto. “É um sonho realizado”, diz Bellini.

A promotora de direitos humanos, Jaceguara Passos, afirma que, quando o município lança um órgão de abrigamento, desenvolve uma ação que busca a efetividade dos direitos, demonstrando que a demanda da acessibilidade está na pauta das autoridades. “Cabe ao MPE (Ministério Público Estadual) cobrar mais responsabilidade do cumprimento da legislação e também reconhecer ações positivas como esta”, destacou.

A dona de casa Cleuza Rezende Nantes, 58 anos, apoiou a iniciativa e disse que a partir de agora terá mais tempo de cuidar de seus afazeres, já que a irmã, 100% dependente, terá um espaço adequado para frequentar. “Cuido dela o tempo todo e agora vou poder ficar um tempo despreocupada e fazer outras coisas”, disse.

O aplicador de comunicação visual, Emerson Silva, 26 anos, disse que vai pode levar a mãe, Dorotilde Silva, 46 anos, até o local onde ela poderá interagir mais com outras pessoas, pois desde que teve um AVC (Acidente Vascular Cerebral) há três anos, precisa de acompanhamento constante.

“Desde julho ela participa do projeto e está se desenvolvendo muito bem. Ela está mais alegre e sua recuperação tem sido muito boa. Agora, está até participando de atividades como pintura”, explicou.

Prefeitura – De acordo com Olarte, a unidade deverá receber um investimento anual de R$ 240 mil partindo do Estado e do município. O horário de funcionamento será das 7h30 às 17h30, na Avenida Mato Grosso, 390, em frente à antiga Santa Casa.

Ele aproveitou o evento para demonstrar que a prefeitura está cumprindo seu papel no âmbito da acessibilidade, e ressaltou que para a área da saúde, estão previstos novos investimentos, tais quais nove ambulâncias provenientes da iniciativa privada. “Vamos fortalecer o atendimento à população”, comentou.

Na ocasião, a primeira dama, Andréa Olarte, lembrou que quando a atual gestão assumiu o executivo, em março, encontrou o Centro-Dia lotado de materiais encaixotados, pagando aluguel sem estar em pleno funcionamento, e com apenas um funcionário, sendo que 16 haviam sido nomeados.

“Havia R$ 290 mil em recursos bloqueados. Agora é um sonho que realizado que prioriza o atendimento a pessoas com deficiência”, disse Andreia.

Já para setembro, o MPE e entidades ligadas ao tema acessibilidade preveem lançamento de camapnha de conscientização sobre direitos e deveres na Capital. 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions