A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

05/08/2018 10:35

Choque prende foragidos com Glock, que dispara 20 tiros por segundo

A arma, raramente apreendida no Estado, possui rajada semelhante a metralhadora e é avaliada em R$ 12 mil

Danielle Valentim
Reginaldo (camiseta preta) afirmou que já tinha guardado o armamento na casa de Rony (casaco azul), com o seu consentimento. (Foto: Batalhão de Choque)Reginaldo (camiseta preta) afirmou que já tinha guardado o armamento na casa de Rony (casaco azul), com o seu consentimento. (Foto: Batalhão de Choque)
Arma tem poder de rajada de uma metralhadora. (Foto: Batalhão de Choque)Arma tem poder de rajada de uma metralhadora. (Foto: Batalhão de Choque)

Rony Gleison Da Silva Martins, de 24 anos, e Reginaldo Santa Rosa, de 56 anos, foram presos nesta sexta-feira (4) por posse ilegal de arma de uso restrito. Equipe do Batalhão de Choque de Polícia Militar fazia rondas pelo Universitário, quando o primeiro suspeito foi abordado.

De acordo com o boletim de ocorrência, Reginaldo andava pela Avenida Guaicurus, com uma capa de chuva, quando viu a viatura do Choque e começou a correr. O suspeito jogou a pistola Glock por cima do muro de uma casa e tentou se livrar de um celular LG e um carregador de pistola.

Durante abordagem, o homem disse aos militares que estava evadido da Gameleira, mas não souber informar porque estava armado. Na região, os militares localizaram o celular e o carregador da arma.

Na casa de Reginaldo, a polícia encontrou no quintal, um terceiro carregador com capacidade para trinta munições do mesmo calibre.

Rony estava na casa ao lado e demonstrou nervosismo com a chegada da polícia. Na residência foi localizada uma caixa de munição vazia, porém da mesma marca que as munições dos carregadores da pistola. Em pesquisa no sistema, os militares constataram que o jovem tinha mandado de prisão em aberto.

Reginaldo chegou a afirmar que já tinha guardado o armamento algumas vezes na casa de Rony, com o seu consentimento. Ambos foram levados a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), da Vila Piratininga.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions