A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

26/09/2015 14:02

Chuva causa estragos e volume já é 111% maior que registrado no ano passado

Mariana Rodrigues
Árvore caiu durante temporal na madrugada deste sábado na Avenida Gury Marques. (Foto: Gerson Walber)Árvore caiu durante temporal na madrugada deste sábado na Avenida Gury Marques. (Foto: Gerson Walber)

A chuva forte que caiu na tarde de ontem e na madrugada deste sábado (26), deixou estragos por toda a cidade de Campo Grande. Até o momento já choveu 138,9 mm (milímetros), sendo que o esperado para todo o mês era de apenas 78 mm, ou seja, 77% mais do que o esperado para setembro.

Em setembro de 2001 foi registrado 169 mm de chuvas, de acordo com o Cemtec (Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos), sendo o maior volume até o momento. Se comparado com o mesmo período do ano passado, quando foi registrado 65,8mm, o volume de chuva já é 111% maior.

A chuva acompanhada de vento que chegou a 49 km/h de acordo com o meteorologista da Anhanguera/Uniderp, Natálio Abrahão Filho, tanto na sexta-feira, quanto hoje. Já a quantidade de chuva já superou o previsto para o mês.
Em poco mais de cinco horas de chuva, que começou por volta das 4h10 e seguiu até às 9h40, foram registrados 49.8 mm. “A chuva para o mês de setembro já superou o esperado em mais da metade”, conta.

Ao longo da Avenida Gury Marques, várias estragos foram registrados. (Foto: Gerson Walber)Ao longo da Avenida Gury Marques, várias estragos foram registrados. (Foto: Gerson Walber)

Em poco mais de cinco horas de chuva, que começou por volta das 4h10 e seguiu até às 9h40, foram registrados 49.8 mm. “A chuva para o mês de setembro já superou o esperado em mais da metade”, conta.

Abrahão comenta que devido a alta temperatura registrada nos últimos dias na Capital, acompanhada da baixa umidade do ar causaram esta instabilidade, já que a atmosfera precisa se ajustar. Até o momento, o recorde de chuva na Capital no mês de setembro foi registrado no dia 8, quando choveu 90mm.

Porém alguns pontos da cidade sofreu mais que outros, já que a chuva deixou rastro de destruição, como é o caso do residencial Betaville, onde o vento forte derrubou uma árvore que fica em frente a uma casa, causando transtornos. Os fios de telefone e energia elétrica também foram arrancados.

Conforme o Corpo de Bombeiros, durante a madrugada houve registro de destalhamento de casas. No Bairro Santa Felicidade, na saída para São Paulo, a estrutura de um galpão onde funciona uma oficina caiu e atingiu várias casas. O temporal também causou a queda da estrutura de uma padaria no Bairro Coophatrabalho.

Ao longo da Avenida Gury Marques, várias árvores caíram e uma até um outdoor foi arrancado, devido a velocidade do vento.Ainda conforme informou Natálio Abrahão Filho, a chuva não deve dar trégua na Capital, porém a temperatura deve permanecer agradável.

A previsão é que o dia permaneça nublado com pancadas de chuvas isoladas na Capital. A temperatura máxima pode chegar a 32°C em Campo Grande, conforme o Inmet (Instituto Nacional de Metereologia).

No Bairro Santa Felicidade, na saída para São Paulo, a estrutura de um galpão onde funciona uma oficina caiu e atingiu várias casas. (Foto: Gerson Walber)No Bairro Santa Felicidade, na saída para São Paulo, a estrutura de um galpão onde funciona uma oficina caiu e atingiu várias casas. (Foto: Gerson Walber)
O temporal também causou a queda da estrutura de uma padaria no Bairro Coophatrabalho. (Foto: Luana Torres/Direto das Ruas)O temporal também causou a queda da estrutura de uma padaria no Bairro Coophatrabalho. (Foto: Luana Torres/Direto das Ruas)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions