ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Chuva atinge todas as regiões de Campo Grande e traz alívio depois de 31 dias

Chuva forte passou pelo distrito de Anhanduí e depois pela região das Moreninhas, mas foi fraca em outras áreas

Por Nyelder Rodrigues e Aletheya Alves | 21/09/2020 14:40
A foto mostra chuva na avenida Gury Marques; mudança no tempo trouxe alívio toda a cidade (Foto: Paulo Francis)
A foto mostra chuva na avenida Gury Marques; mudança no tempo trouxe alívio toda a cidade (Foto: Paulo Francis)

Ela chegou e o tempo seco, ao menos hoje, vai dar trégua. A chuva que não dava as caras em Campo Grande desde o dia 20 de agosto já traz alívio para moradores de alguns bairros da cidade. Em uns, apenas uma garoa. Em outros, ela chegou forte. Vindo da região sul do Estado, as nuvens carregadas já passaram por Anhanduí.

Na região das Moreninhas, na saída para São Paulo, a chuva também foi boa. O barulho da água batendo no telhado das casas pode ser ouvido até pelo telefone. Já na região do Tiradentes, que fica mais ao leste, e na região do Aero Rancho, a chuva foi fraca mas já foi o suficiente para deixar o chão bastante molhado.

Mais ao Centro, o mesmo aconteceu na Chácara Cachoeira e no Jardim dos Estados, por exemplo. A mudança no tempo também já é perceptível nesses locais. Além de mais fresco, a umidade tomou conta do ar, que está muito mais agradável.

"Acabei de sair do serviço e vim esperar ônibus. Graças a Deus a chuva está vindo, nem precisa ser forte, só assim já é muita coisa. Foi muito tempo seco e calor, agora é alegria", comenta Leidnara Prates de Souza, de 41 anos, pouco antes da chuva passar pela região da Vila Progresso, na avenida Eduardo Elias Zahran.

Na Zahran, quando apenas garoava, pedestres já estavam precavidas (Foto: Paulo Francis)
Na Zahran, quando apenas garoava, pedestres já estavam precavidas (Foto: Paulo Francis)

Outra que comemora a mudança no tempo Ana D'arc Brandão, de 18 anos. "Ainda bem que finalmente chegou. Vamos ver se é só chuvisco ou aumenta. Em casa não tivemos problemas de saúde, de respiração por causa do tempo seco, mas estava incomodando", frisa a jovem que estava no mesmo ponto de ônibus que Leidnara.

"Começou a chuviscar tem mais ou menos 15 minutos, mas ainda vai aumentar e ficar melhor. Foi muito tempo de calor, já deu para enjoar. Quando começou a chover a gente até sentiu um alívio, quem que não vai gostar de ver a chuva depois de tanto tempo, né?", celebra o motorista José Carlos de Abreu, de 62 anos.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

*matéria alterada às 15h para atualização de informações

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário