A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

05/04/2013 17:10

Chuvas e falta de manutenção transformam ruas em "queijo suíço"

Helton Verão
Na avenida Joaquim Murtinho, próximo ao Centro de Convivência Vovó Ziza uma enorme cratera obriga condutor da direita a se espremer com o vizinho (Foto: Marcos Ermínio)Na avenida Joaquim Murtinho, próximo ao Centro de Convivência Vovó Ziza uma enorme cratera obriga condutor da direita a se espremer com o vizinho (Foto: Marcos Ermínio)

As chuvas, comuns neste época do ano em Campo Grande, e a falta de manutenção das vias públicas pela Prefeitura de Campo Grande, transformaram as ruas e avenidas em um "queijo suiço" devido a grande quantidade de buracos.

O transtorno e o a dor de cabeça preocupa os motoristas em todas as áreas da Capital, não importa se a área é nobre, central ou periferia. As ruas esburacadas obrigam os motoristas a fazer manobras que vão desde a pista contrária até subir nos canteiros centrais e calçadas.

A reportagem do Campo Grande News encontrou problemas espalhados por diferentes regiões da cidade.

Rua Piratininga entre a Goiás e a Espírito Santo (Foto: Marcos Ermínio)Rua Piratininga entre a Goiás e a Espírito Santo (Foto: Marcos Ermínio)
Mais a frente, na mesma Piratininga em frente a uma escola de educação infantil (Foto: Marcos Ermínio)Mais a frente, na mesma Piratininga em frente a uma escola de educação infantil (Foto: Marcos Ermínio)

No Jardim dos Estados, a rua Piratininga é uma das vias da região mais prejudicadas pela chuva e a falta de manutenção. Entre a rua Goiás e Espírito Santo, condutores são obrigados a desviar e reduzir a velocidade para evitar colisões de danificar seus veículos.

Mais a frente, próximo ao cruzamento com a rua Alagoas, em frente a uma escola de ensino infantil, para estacionar no local é necessário manobrar sobre o buraco.

Cavaletes sinalizam o problema no asfalto na rotatória (Foto: Marcos Ermínio)Cavaletes sinalizam o problema no asfalto na rotatória (Foto: Marcos Ermínio)
Rua Três Barras com Felipe Camarão, no bairro Vilas Boas (Foto: Marcos Ermínio)Rua Três Barras com Felipe Camarão, no bairro Vilas Boas (Foto: Marcos Ermínio)

A boa alternativa para evitar congestionamentos em grandes vias como as avenidas Costa e Silva, Três Barras e Eduardo Elias Zahran e rua Spipe Calarge, além da chuva e falta de manutenção, sofre com a grande demanda de veículos que se deslocam por ali.

Em dois trechos, como no cruzamento com a rua Felipe Camarão e na rotatória com a avenida Dr. Adolfo Vilela de Andrade, os buracos se aproximam do tamanho de um carro de passeio.

Inclusive na rotatória, ao menos cavaletes sinalizam o perigo de trafegar ali. Os veículos são obrigados a “espremerem” para prosseguir na Três Barras.

O pare nas esquinas da rua Aristoteles geralmente é sobre buracos (Foto: Marcos Ermínio)O pare nas esquinas da rua Aristoteles geralmente é sobre buracos (Foto: Marcos Ermínio)

A rua Aristoteles, no Jardim Paulista, tem por toda sua extensão buracos que seguem da rua Continental (próximo a avenida Salgado Filho) até a Costa e Silva.

Nas redondezas, asfalto danificado e esfarelado após obras na rede de esgoto do bairro. Em algumas ruas, o dano no pavimento é tanto que até que a mesma não é asfaltada.

Tubulações que ainda não foram utilizadas e outras que acabaram destruídas figuram por quase todo o bairro do Jardim Paulista.

Próximo ao Shopping Norte Sul Plaza duas crateras entram para coleção da região (Foto: Vanderlei Aparecido) Próximo ao Shopping Norte Sul Plaza duas crateras entram para "coleção" da região (Foto: Vanderlei Aparecido)

Próximo ao Shopping Norte Sul Plaza, na avenida Ernesto Giesel, duas verdadeiras crateras são mais um dos diversos desafios a se cruzar pela via.

Além do matagal e os desvios através de cavaletes e placas, o problema é mais um da avenida, que já existe também nas proximidades do ginásio do Guanandizão e do próprio Shopping.

A esquina das ruas Nhamundá com Camaraípe, no bairro Columbia, na saída para Cuiabá, se transformou em tormento e dor de cabeça para os moradores de toda a região. Quem não para ao cruzar a via, acaba caindo em uma "cratera" ou se envolvendo em acidente.

No Columbia, condutores são obrigados a praticamente parar em cruzamento para evitar danos maiores (Foto: João Garrigó)No Columbia, condutores são obrigados a praticamente parar em cruzamento para evitar danos maiores (Foto: João Garrigó)

Moradores e comerciantes dizem que acidentes são constantes e que a água das chuvas que se acumula ali é a causadora das enormes crateras.

A semana foi chuvosa. Somente nesta sexta-feira, choveu 68 milímetros, segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) quantidade que já representa mais da metade do previsto para todo o mês de abril. A expectativa para todo mês era de 105 mm.




Todos o comentários acima são descabidos. O asfalto tem vida útil também, com tudo na vida. A do asfalto por exemplo a vida útil no caso de Campo Grande é de 15 anos. Agora pergunto-lhes. Qual prefeito não gostaria de recapear toda a cidade? Mas há um pequeno problema para a pequena capacidade de raciocínio de vocês resolverem. De onde tirar o dinheiro para recapear toda a cidade? E os bairros onde não têm asfalto, vão ficar continuando sem asfalto? E antes de recapear tem que se refazer a drenagem? Mas o prefeito atual não disse nas eleições que isso era fácil de resolver? Então ele tinha um plano.Mas eu acho q o plano era de prometer algo que ele nunca iria realizar. Quem acreditou q cobre agora.
 
marcelo koin em 06/04/2013 10:10:59
Que saudade de quando Campo Grande tinha prefeito...
 
tony ueno em 06/04/2013 09:26:14
Fui conhecer a PARAÍBA, uma cidade de mais de 400 anos, e o que vi? um asfalto de altíssima qualidade. Campo Grande esta o CAOS, péssima cidade em administração publica, qualidade de vida nenhuma. Então o que temos que fazer é esperar a boa vontade de meia duzia de CHUPINS, que só sabem roubar e ficar fazendo briguinha politica. Agora vem a operação tapa buraco que vai acabar ainda mais com as ruas que trafegamos, acabando ainda mais com os veículos que pagamos altíssimos impostos para te-los....VAI BERNAL, faz alguma coisa que preste que não seja reformar o seu apto......
 
rodrigo otavio em 06/04/2013 09:25:12
O Marcos está certo! Porem o que falta é comprometimento no trabalho deste servidores e politicos que simplesmente ocupam cargo para receber seu salário, primeiramente eles resolvem tudo que é de interesse deles , pra depois simplesmente dar uma olhada no serviço da comunidade. Outra este buracos ao qual a PMCG está tampando , simplesmente um serviço de porco, é 15dd ja está tudo aberto; Para que se tampe um buraco tem que reabrir o local e limpar novamente, pra estruturar o material ali aplicado, agora simplesmente jogam as pazadas de cima do caminhão , como se tivesse arrumando estrada de chão. E não é por falta de conhecimento do serviço não, é por falta de responsabilidade..
 
Ado Filho em 06/04/2013 09:03:53
A culpa é do Bernal... ele manda essa chuva recorde conforme consta aqui mesmo na manchete do CG News, nós ficamos ilhados em casa e ainda tem o efeito do asfalto ser prejudicado.
Tá doido.
Ah sim, quando não é dia de chuva, andar nas ruas asfaltadas de Campo Grande é pior que andar em rallye, pois tem tanto remendo, tanto desnível, que o carro pula e vibra mais que pipoca (vide Salgado Filho, Bandeirantes, praticamente todos as ruas do bairro Monte Carlo (Santa Bárbara, Clóvis, Luciana, Arcênia etc, etc, etc, além da várias outras ruas do centro e dos bairros).
Esse Bernal é bom mesmo, em 3 meses de governo conseguiu fazer toda essa desgraça, tá doido!
 
Gustavo Gonçalves em 06/04/2013 08:33:12
Vale lembrar que estamos a oito anos sem manutenção adequada em nossas ruas, dai fica difícil não achar buraco em todas elas. Essa semana eu vi um pessoal fazendo a manutenção de um lado da rua e do outro já estava abrindo um buraco novo. Duvido que vão colocar meu comentário, mas é o que eu penso.
 
Luiz Alves em 06/04/2013 07:49:00
Com certeza, isto que é um transtorno para a população, é a alegria de uns poucos que lucram com essa enganação chamada `tapa-buraco`. Fazem uma porcaria de asfalto já pensando nos remendos futuros. É uma vergonha. E ninguém faz nada pra impedir. Não tem fiscalização, nada. Cada um quer levar seu quinhão. Máfia.
 
monica s s lopes em 05/04/2013 22:08:11
infelizmente, Aqueles que estão no poder abrem o processo licitatório e a empresa vencedora, para a execução dos projetos do poder público, efetuam as compras dos materiais como sendo de primeira linha e aplica-se nas obras materiais de terceira linha, não bastasse isso, onde deveriam colocar asfalto com cinco centímetros de espessura colocam apenas três centímetros, todo esse arranjo para que a grana entre primeira e terceira linha a diferença você que é inteligente já sabe o destino... Isso é uma vergonha.!!!
 
João Alves de Souza em 05/04/2013 21:50:57
Asfalto de pessima qualidade dos prefeitos anteriores, ´Gambiarra , para superfaturar, vamos ver o que o prefeito vai fazer depois das chuvas ! tomara que nao repita que os outros fizeram ....
 
Sebastiao rodrigo de Souza em 05/04/2013 21:25:24
Taí, a grande oportunidade pró Bernal mostrar que é um grande administrador e acabar com esse negócio dos "TAPA BURACOS" é só asfaltar a cidade toda como o mesmo asfalto usado na Europa, EUA ou Japão.
 
José Carlos Mesquita em 05/04/2013 19:38:24
Tem Foto ai De Vários Trecho q Foi feito asfalto novo.
Isso não é Culpa do Novo Prefeito. Obras de Alguém.
É culpa Do Nossos veículos ,Cada Vez Mais Pesado..
Que nada, Uma vergonha, isso coisa mal feita mesmo..
As empresas q Faz O asfalto. Tem q Dá garantia de num mínimo 24 meses..ai quero ver se eles não vai fazer coisa BOA.

 
Fábio Souza em 05/04/2013 19:26:34
Falou tudo Marcos! O nosso asfalta sempre foi de péssima qualidade e esses remendos desenfreados apenas prorrogam o problema e superfaturam tudo para extraviar dinheiro público.
 
Ronaldo Figueiredo em 05/04/2013 18:41:25
Não é a falta de manutenção que faz as ruas parecer queijos suiços. Quem já andou de carro em Europa, EUA ou Japão sabe que asfalto la fica quase totalmente sem remendas. Ou seja: não aparecem buracos a serem tampados. Culpar à falta de manutenção (operações "tapa-buracos") os buracos é uma vergonha.
O problema é que aqui, contrario a la, na hora de construir sempre é feito uma gambiarra, com material de terceira, pouquissima atenção para qualidade, dutos de drenagem mal colocados causando infiltrações e mais. Se possivel, pintariam a areia de preto para parecer asfalto...
Ruas tem que ser construidos assim que conseguem sobreviver com pouco manutenção. Inclusive aumente *e muito* o conforto de todos, e reduz por exemplo o problema de 2/3 das ambulancias estar sempre em manutenção. Só.
 
Marcos da Silva em 05/04/2013 18:04:58
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions