A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

29/03/2012 11:59

Cidade do Ônibus vai reduzir tráfego de 1,2 mil veículos, diz Prefeitura

Wendell Reis

Lançamento da Cidade do Ônibus inicia instalação do Pólo Empresarial da região Sul de Campo Grande

Edil Albuquerque destacou os ganhos com mobilidade urbana e com a preservação ambiental(Foto: Marlon Ganassin)Edil Albuquerque destacou os ganhos com mobilidade urbana e com a preservação ambiental(Foto: Marlon Ganassin)

O prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB), e o governador André Puccinelli (PMDB) lançaram na manhã desta quinta-feira (29) as obras da “Cidade do Ônibus”, a ser instalada no Anel Rodoviário de Campo Grande, nos fundos das Moreninhas. A obra, segundo o prefeito, atende ao desejo da população das Moreninhas, que como maior mão-de-obra de Campo Grande, com 120 mil trabalhadores, reclamava que não tinha um pólo empresarial e precisava se deslocar bastante para chegar ao trabalho.

Nelson Trad explicou que a obra trará um grande desenvolvimento econômico para o Município, destacando entre os principais pontos a melhoria do trânsito. Segundo o prefeito, aproximadamente, 1200 ônibus que circulam diariamente por Campo Grande não vão percorrer o Centro, o que evitará a danificação do asfalto e contribuirá, principalmente, com a Mobilidade Urbana.

O prefeito lembrou que todas as empresas estarão concentradas no mesmo ponto, onde serão feitas trocas de óleo, abastecimento de combustível, toda a parte mecânica, alojamento para motoristas, em “um Shopping dos Ônibus”, como definiu. O prefeito também ressaltou que próximo ao “shopping” serão construídas casas do Minha Casa Minha Vida, destinada a trabalhadores. “Aqui vão se concentrar todas as linhas estaduais. Não vai ter ônibus no Centro. Tudo ecologicamente correto”, resumiu.

O governador André Puccinelli (PMDB) elogiou a visão futurista da Prefeitura ao lançar a Cidade do Ônibus, destacando o ganho ambiental com a obra. “Ao retirarmos 1,2 mil ônibus do centro da cidade representa menos poluição e menos transtorno... Economia dos insumos que se utiliza na lavagem do ônibus para componente ambiental. Fala mal quem não é visionário, no sentido de vislumbrar, pelo medo do futuro, porque não são ousados”, avaliou.

A expectativa é de que o local que deve conter ainda estacionamento para 150 veículos, refeitório e dormitório comece a funcionar no mês de novembro. “É um condomínio de ônibus concentrado apenas em um local só. O objetivo é concentrar as garagens, que estão localizadas em várias regiões da cidade, com ônibus transitando, indo e vindo não só para garagens, como para rodoviária. Só isso é um ganho, com redução da poluição”, resumiu o titular da Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Turismo e do Agronegócio), Edil Albuquerque (PMDB).

Edil também ressalta a possibilidade de reduzir o custo para as empresas, que poderão, em vez de adquirir 10 ou 20 ônibus, comprar entre 400 e 500. O secretário acredita que o desenvolvimento da região deve trazer hospitais, creche, posto de saúde. Segundo Edil, a contrapartida dos empresários deve ser de R$ 50 milhões. “Com toda certeza quem vai ganhar é a população”.

Edil fez questão de lembrar que o projeto só será possível porque o empresário Fernando Garcia ousou ao investir em uma região diferente, disponibilizando entre 4.000 e 4.500 lotes a serem comercializados na região, bem como a doação de 500 lotes, de 12/30 para construção de residências do Minha Casa Minha Vida, o que evidencia a importante parceria entre o poder público e as instituições privadas.

Um dos idealizadores do projeto, presidente do Rodosul (Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros no Estado de Mato Grosso do Sul), Oswaldo Possari, destaca a possibilidade de poder lavar cinco ônibus com a mesma água, captação de energia solar e água pluvial, o que contribuirá muito com o meio ambiente. Além disso, atentou para outros empreendimentos, como bancos, que poderão executar serviços para os funcionários.

Possari explicou que as empresas estão instaladas no mesmo local há 50 anos e com carros incomodando vizinhos, sem a menor segurança. Com a Cidade dos Ônibus ele prevê um ganho muito grande. Entre outras funções, ele destaca a redução dos 17 postos de combustíveis e 17 lavatórios espalhados por Campo Grande, que ficarão concentrados em um só.

“Aqui a água será tratada de tal sorte que o ônibus possa reutilizar cinco vezes. Hoje em todos os lugares que estão usa uma única vez. Ambientalmente, vai ser maravilhoso. A economia para o município vai ser boa e para o usuário também”, concluiu.

O deputado Paulo Corrêa (PR) elogiou o ganho social, principalmente no que diz respeito a mobilidade urbana, algo que, segundo ele, é frequentemente discutido no Crea. O deputado revelou que a obra é uma das mais acertadas que viu e deve gerar emprego e renda.

O diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Rudel Trindade, elogiou os ganhos com a mobilidade urbana, exemplificando que ela está justamente na possibilidade de retirar os focos de problema e conflito, garantindo melhoria da circulação de veículos.



Parabéns ao Governador André e ao Prefeito Nelsinho por dar atenção ao projeto de grande visão de desafogar o transito de Campo Grande e reduzir a poluição. Parabéns ao grande idealizador do projeto cidade dos ônibus. Sr. Osvaldo possari e amigos
 
Roberto Alcantud em 29/03/2012 09:45:07
Parabens! Com retirada dos onibus do centro da cidade o transito/trafego irá melhorar bastante.
 
flavio luis filiu da silva em 29/03/2012 06:48:39
Muito bem, é um bom começo. Próximo passo seria trocar a frota por carros menores e mais eficientes, e educar melhor seus motoristas para que não saiam da faixa destinada a eles como vem acontecendo. Dia desses me deparei com 3 ônibus ocupando as 3 faixas da Av. Afonso Pena ao mesmo tempo.
 
Bruno Nodes em 29/03/2012 04:43:39
Em poucas palavras, parabéns Prefeito, um ótimo trabalho.
 
Agamenon Nascimento em 29/03/2012 04:23:09
BEM! PREFEITO, ESTÁ TIRANDO OS ÔNIBUS, COMECE DESDE JÁ A RETIRADA DE VEÍCULOS DE GRANDE PORTE DA ÁREA URBANA, POIS TEM GERADO TRANSTORNOS, TANTO EM TRAFEGO, COMO ESTACIONAMENTO, PRECISA SER REVISTO ISSO URGENTEMENTE, ESSES BITRENS E TRIMIÔES, A CIDADE NÃO ESTA PREPARADA PARA ELES, QUE DEUS ABENÇOE.
 
PEDRO BRAGA em 29/03/2012 01:23:13
Já estava na hora de alguém agir a respeito do transtorno que é estes onibus estacionado por toda parte da cidade, nunca tive duvida de que o Nelsinho fecharia sua administração com chave de ouro,parabéns prefeito pela visão privilegiada!
 
raquel correia em 29/03/2012 01:19:52
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions