A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 17 de Agosto de 2019

20/07/2019 17:35

Cinzas de vulcão cancelam voo e atrasam chegada de grupo da Disney

Passageiros tiveram que viajar em dois ônibus fretados. Outro grupo que vinha dos Estados Unidos ficou 3 horas em Campinas

Clayton Neves e Gabriel Neris
Fachada do aeroporto internacional de Campo Grande. (Foto: Arquivo) Fachada do aeroporto internacional de Campo Grande. (Foto: Arquivo)

Fumaça que sai do vulcão mais ativo do Peru, o Ubinas, obrigou a Azul linhas Aéreas a cancelar voos que viriam para Campo Grande na manhã deste sábado (20). Por causa da suspensão, passageiros tiveram que viajar em ônibus fretado pela empresa e enfrentar deslocamento que durou mais de 11 horas. Um outro grupo de 28 pessoas, a maioria adolescentes, que vinha da Disney, ficou pelo menos três horas em Viracopos, Campinas (SP), aguardando autorização para embarcar. 

A economista Jaqueline Monteiro, de 42 anos, foi uma das passageiras do voo AD2934 da Azul. A aeronave sairia de Cuiabá, faria escala na Capital e concluiria percurso em Curitiba. Segundo ela, a informação sobre o cancelamento foi dada apenas no momento em que ela tentava despachar as bagagens.

“Nós chegamos a fazer o check in, mas logo em seguida fomos informados de que havia uma cortina de fumaça e que a aeronave não tinha os equipamentos necessários para distinguir a fumaça. Acredito que isso poderia interferir na visão do piloto”, explica.

Diante do impedimento, Jaqueline conta que a Azul propôs devolver o valor pago nas passagens ou que os clientes concluíssem a viagem em dois ônibus que seriam fretados. “Era o único voo da empresa no dia e não havia voo direto para Campo Grande nas outras companhias. Ou era ônibus ou ficava esperando a fumaça passar”, lembra. O grupo saiu de Cuiabá às 5h30 e chegou em Campo Grande por volta das 17h20.

Mesmo alegando constrangimento com a situação, a economista afirma que não precisa acionar a Azul judicialmente. “Foi cansativo e perdi o dia que poderia estar com minha família descansando, mas não penso em processo”, revela.

Em nota, a Azul linhas Aéreas informou que “em razão da previsão da chegada de cinzas vulcânicas provenientes do Peru, precisou cancelar o voo AD2934 (Cuiabá-Campo Grande-Curitiba)”.

“A companhia ressalta que os clientes impactados receberam toda assistência necessária, de acordo com resolução da Anac, e foram relacionados por via terrestre. A Azul lamenta os aborrecimentos causados aos seus clientes e reforça que medidas como essa são necessárias para conferir a segurança de suas operações”, diz o texto.

Juliano Berton é diretor de agência de viagem há 25 anos e acompanha o grupo de adolescentes que estavam em Orlando, nos Estados Unidos. O grupo desembarcou às 6h20 em Campinas e uma hora e meia depois iria pegar o voo para Campo Grande, porém foi informado do cancelamento.

Ele disse todos entenderam a situação e rapidamente avisaram os pais do imprevisto. Por volta das 11h, o grupo embarcou em outro voo da Azul com destino a Campo Grande.

Vulcão Ubinas - De acordo com a imprensa peruana, na sexta-feira (19) explosões e emissão de fuligem foram registradas próximo ao Ubinas, que fica na região de Moquegua, no sul do país. Centenas de famílias que moram próximo ao local foram retiradas de lá

Aulas foram suspensas e óculos e máscaras de proteção foram distribuídas para os moradores. No Brasil, a Força Aérea Brasileira emitiu alerta e afirmou que os estados de Mato Grosso do Sul, Paraná, Mato Grosso e São Paulo foram afetados pelo vulcão.

Matéria editada às 18h48 para acréscimo de informações

 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions