A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

30/03/2011 06:29

Colisão na Euler de Azevedo aconteceu quando carro fazia conversão

Nadyenka Castro

Motociclista pode perder perna esquerda

A colisão ocorrida no início da noite dessa terça-feira, na avenida Euler de Azevedo, em Campo Grande, aconteceu quando o Fiat Uno fazia uma conversão.

De acordo com a Ciptran (Companhia Independente de Polícia de Trânsito), o carro seguia pela avenida e ao tentar entrar na rua Cachoeira bateu de frente com a Honda CG 125 conduzida por Jonathan Dutra de Souza, de 19 anos.

O rapaz ficou gravemente ferido. Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros com trauma de tórax e traumatismo craniano moderado e há suspeita que tenha que amputar parte da perna esquerda.

O Fiat Uno era conduzido por Valdir Trindade Bonfim, 66 anos. O automóvel teve danos na parte da frente e a moto ficou completamente destruída.



onde aconteceu o acidente, jah faz parte de um BR por isso muitos motoristas não respeitão as leis de trazintos e fazem uma converção irregular, parando em cima da faixa que divide uma pista da outra, ou virao bem rapido, para não fazer o certo q seria nesse caso parar no acostamento do lado esquerdo da pista e em um momento de seguração fazer a conveção.
eu parei para ver esse acidente, muito lamentavel o acontecido um jovem com apenas 19 anos ter q amputar uma perna.
e tambem quero dizer q a moto dele não tinha banco, farol, praticamente so o quadro e o motor e rodas, bem pelo menos naum estava na moto e nem ali por perto, talvez por jah ser quase de noite e a moto sem farol ai naum tem como msm.
mas é uma pena isso !!!!!!!
 
Luiz Augusto em 01/04/2011 11:39:39
mas o senhor tava virando sem ver a moto que vinha na direção contrária, e a culpa e do motociclista? Isso que voce quer dizer, Pedro?
 
Jean Carlos dos Santos em 30/03/2011 11:53:16
Mais uma vez um acidente envolvendo um idoso, não sou eu quem estou dizendo são as notícias que dizem isso. Se tem limite de idade para fazer concurso público, alegando que em determinada idade as pessoa não são aptas a exercerem determinadas profissões, no trânsito não deveria ser diferente, completou determinada idade, a pessoa tem que se aposentar do volante, os reflexos não são os mesmos e vira e mexe estamos vendo acidentes com idosos.
 
roger castro em 30/03/2011 08:46:34
Entretanto seriam os de mais idade mais lerdos...ou os jovens muito apressados, JA OUVIA NO PASSADO...RAPIDEZ GANHA PREMIOS, PRESSA CAUSA ACIDENTES...
 
PEDRO PAULO PONTES em 30/03/2011 03:15:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions