A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

16/06/2015 13:37

Com 40 novos sensores, prefeitura amplia monitoramento ambiental de chuvas

Flávia Lima
Sensores farão acompanhamento do nível dos córregos e dados são coletados em tempo real. (Foto:Divulgação)  Sensores farão acompanhamento do nível dos córregos e dados são coletados em tempo real. (Foto:Divulgação)

O Planurb (Instituto Municipal de Planejamento Urbano) adquiriu 40 novos sensores de chuva para ampliar a rede de monitoramento ambiental. O objetivo é ajudar na elaboração de estratégias a curto prazo, evitando desastres em decorrência de enchentes e alagamentos. Os equipamentos custaram em média R$ 15 mil e serão instalados até o final de agosto. Ao todo a rede agora conta com 52 Plataformas de Coletas de Dados e já é utilizado pela Defesa Civil do município desde 2013 com a tecnologia de um software chamado Infosan. 

Os sensores fazem o acompanhamento do nível da água nos córregos e nos canais de drenagem urbana. Com a coleta dos dados é possível analisar as informações de drenagem urbana em tempo real, com isso algumas ações de gestão e intervenções podem ser tomadas de forma ágil, já que os dados ficam disponíveis online e atualizados a todo segundo.

As estações de monitoramento serão instaladas em diversas escolas municipais e em pontos estratégicos próximos aos córregos da cidade. Para garantir a coleta de dados diversificados de acordo com as diferentes realidades no perímetro urbano os sensores estarão em cada uma das 50 microbacias de Campo Grande.

A Capital tem ao todo 11 bacias hidrográficas. Para ampliar a precisão, o Planurb elaborou um trabalho de subdivisão das atuais bacias. Estas delimitações mais detalhadas serão utilizadas como unidades de planejamento para as ações de uso e ocupação do solo e de todo planejamento territorial.

A tecnologia Infosan também possibilita que o planejamento integrado seja feito através de modelos de simulação que conseguem fazer previsões e estimativas do impacto de intervenções como novos empreendimentos podem gerar no meio ambiente, de acordo com a região da cidade onde será efetuado.

É possível determinar uma estimativa de vazão com base nos dados fornecidos pelos sensores que geram dados no momento da chuva, demonstrando sua intensidade em cada um dos pontos onde estão instalados os sensores.

 

Homem tem picape roubada em conveniência no Bairro Universitário
Homem de 27 anos teve a picape roubada em uma conveniência, por volta das 23h de ontem (14), na Avenida Guaicurus, no Bairro Universitário, região su...
Homem é agredido e sofre afundamento de crânio na Júlio de Castilho
Márcio Ferreira dos Santos, 31 anos, foi agredido e sofreu afundamento de crânio, na noite de ontem (13), na Avenida Júlio de Castilhos, em Campo Gra...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions