ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SEGUNDA  17    CAMPO GRANDE 28º

Capital

Com ampliação de público, Capital terá novo "Dia D" contra gripe

Imunização em massa acontecerá no dia 11 de maio, em todas as unidades básicas de saúde da Capital

Por Gustavo Bonotto | 02/05/2024 17:30
Profissional da saúde manipula ampola da vacina contra a gripe, em unidade básica de saúde. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)
Profissional da saúde manipula ampola da vacina contra a gripe, em unidade básica de saúde. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)

Por meio da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), a Prefeitura de Campo Grande fará mutirão de vacinação contra a gripe no dia 11 de maio, sábado que antecede a data comemorativa do Dia das Mães. A ação busca imunizar cerca de 300 mil pessoas após a ampliação do público-alvo apto a receber a dose.

Conforme apurado pela reportagem, a iniciativa vai levar profissionais de saúde para pontos itinerantes que serão posteriormente divulgados, além de abrir todas as 74 unidades básicas em horários flexíveis, das 7h às 17h.

"A imunização é nossa principal aliada, por isso quero convocar todos os campo-grandenses para garantir essa proteção tão importante para a saúde coletiva. Nós estamos passando por um período de aumento de casos e é fundamental que toda a população busque se vacinar”, afirmou a secretária municipal de Saúde, Rosana Leite de Melo, no anúncio de ampliação.

Segundo a pasta, cerca de 16% da população já buscou pelo imunizante desde a abertura da 25ª Campanha Nacional de Vacinação. O número chega a 160 mil habitantes. Nesta quinta-feira (2), houve um aumento de 50% na aplicação das doses do imunizante. Unidades que faziam 100 aplicações por dias fizeram 150 em meio período.

As vacinas contra a influenza são trivalentes, produzidas pelo Instituto Butantan e distribuídas para toda a rede pública de saúde. A composição varia anualmente conforme as cepas do vírus predominantes. Em 2024, o imunizante carrega três tipos de cepas de vírus combinadas: A (H1N1); A (H3N2) e B (linhagem B/Victoria).

O reforço da vacina contra a covid-19 também estará disponível para aqueles que finalizaram o esquema primário e têm pelo menos 12 anos de idade. Além disso, indivíduos com 18 anos ou mais que completaram o mesmo período após receber o primeiro reforço já estão aptos para receber o segundo.

Emergência - Campo Grande enfrenta situação de emergência diante do aumento das doenças respiratórias. Os dados mais recentes indicam que já foram registrados 1.033 casos de SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) e 68 mortes relacionadas a estas condições somente neste ano.

O termo SRAG abrange vários vírus como infuenza (causadores da gripe), coronavírus (covid-19), VRS (Vírus Sincicial Respiratório) e rinovírus. A demanda crescente por atendimento na rede pública de saúde começou na reta final do mês de abril. Enquanto no dia 21, um domingo, foram atendidos 1.492 pacientes. Na data seguinte (dia 22), já eram 6.455 pacientes.

O surto de viroses pressionou o sistema público e particular, com esperas por horas até o atendimento médico.

Cuidados - Neste período de maior incidência de casos, as medidas preventivas incluem evitar aglomerações, usar máscaras em locais com grande circulação de pessoas (shoppings, transporte público), higiene das mãos e arejar os ambientes.

Receba as principais notícias do Estado no WhatsApp. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nas redes sociais: Facebook, Instagram e TikTok

Nos siga no Google Notícias