A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

29/04/2015 12:45

Com caos na Tamandaré, rua será asfaltada para novo acesso à UCDB

Aline dos Santos
Tamandaré tem trânsito estrangulado no acesso à universidade. (Foto: Marcelo Calazans)Tamandaré tem trânsito estrangulado no acesso à universidade. (Foto: Marcelo Calazans)

Um segundo acesso para a UCDB (Universidade Católica Bom Bosco) tem nova promessa de sair do papel. Ontem, o prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), anunciou para as próximas semanas o início da pavimentação de uma via que fica aos fundos do terreno do campus, localizada atrás do bloco C e que dá acesso à avenida Ernesto Geisel.

A obra foi discutida em reunião com o reitor José Marinoni. O pedido de uma nova rota para chegar à instituição de ensino, que tem média diária de 10 mil alunos, foi feito pelo reitor ao prefeito em abril de 2014.

“O problema do tráfego devido ao grande fluxo é uma demanda antiga e em diversas oportunidades buscamos uma resposta das gestões anteriores. A questão do tráfego aqui coloca em risco a segurança de toda a população. A medida vai contribuir significativamente para desafogar o fluxo de veículos na Avenida Tamandaré”, afirmou Marinoni à assessoria de imprensa da prefeitura.

Único acesso para a UCDB, a Tamandaré tem pontos de estrangulamento do trânsito. A situação foi mostrada pelo Campo Grande News no mês passado. Conforme a reportagem, a instituição faz pate dos projetos não passaram por exigências mais criteriosas para compensação dos impactos.

A exigência de intervenções e custeio de mudanças para reduzirem os impactos entrou no plano diretor da Capital em 2006 e foi regulamentado pelo decreto 9.817, de 11 de janeiro de 2007. No entanto, o Estatuto das Cidades (Lei federal 10.257), de 2001, já trazia essa ferramenta para que os municípios se protegessem do alto custo das obras ocasionadas pelos grandes empreendimentos.

Recapeamento - Além da pavimentação da via para acesso à UCDB, a prefeitura executa a obra de recapeamento da avenida Tamandaré. A ação faz parte das obras de urbanização do Complexo Seminário, que é dividido em três etapas. Serão pavimentadas 76 vias, totalizando 12,6 km de asfalto,recapeadas cinco ruas, num total de 3,5 km, além de 9,5 km de drenagem.



Acho que falta alargar a visão para a SOLUÇÃO do problema; É só estar por volta das 7 às 7;30 horas para se visualizar quantas pessoas se utilizam das vias, DO LADO DE CIMA, também, da Av. Tamandaré, e que muitos desistem em usá-la, pior não ter semáforos para distribuir o acesso e entrada nessa importante artéria; se colocassem semaforos na esquina da Tamandaré com o seminário (casa do Bispo) e na av. defronte ao posto de gasolina próximo à UCDB, certamente haverá maior e melhor distribuição de fluxo naquele local.Mas.....
 
anderson roque martinez dos santos em 29/04/2015 13:05:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions