A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

25/09/2015 21:40

Com dólar em alta, revitalização do Centro pode incluir a 13 de Maio

Flávio Paes
Proposta e transformar 14 de Julho numa espécie de shopping a céu aberto (Foto:Arquivo)Proposta e transformar 14 de Julho numa espécie de shopping a céu aberto (Foto:Arquivo)

Além da revitalização de um trecho de 1,4 km da Rua de Julho, entre as avenidas Fernando Correa da Costa e Mato Grosso, a Prefeitura planeja promover intervenções(adequações de acessibilidade e paisagismo), em todas as ruas transversais, como a 13 de Maio, onde dependendo da cotação do dólar quando os recursos forem liberados, pode também ser recapeada. Com o dólar a R$ 4,00, os US$ 58 milhões, se converteriam em R$ 232 milhões, bem mais que os R$ 174 milhões previstos até junho, quando a moeda americana estava cotada ao redor de R$ 3,00. 

Só na 14 de Julho estão previstos investimentos no total de aproximadamente U$ 20 milhões. Será refeito todo o sistema de drenagem; rede de água; haverá embutimento das redes elétricas e de telefonia que passarão a ser subterrâneas; uniformização do mobiliário urbano (lixeiras, telefones públicos, bancas de revista).

A concepção do projeto é transformar a rua 14 num autêntico shopping a céu aberto, com arborização, sombreamento, ampliação das calçadas de três metros para 4,20 metros de largura, abertura de áreas de convivência, proibição de estacionamento (entre Afonso Pena e Cândido Mariano) e criação de baias para embarque e desembarque, cargas e descargas, além de duas vagas destinadas às pessoas com necessidades especiais. Para alargar a calçada, duas pistas de rolamento serão retiradas (sendo mantidas apenas duas) e as duas linhas de ônibus que tem itinerário na 14, serão remanejadas para a Rui Barbosa.

A retirada de 180 vagas de estacionamento, segundo a coordenadora de projetos especiais, Catiana Sabatin, , não vai comprometer o movimento comercial , diante da constatação, com base numa pesquisa, de que 85% de quem compra no centro usa o transporte coletivo.

Para não afetar o movimento do comércio, será definido em comum acordo com as entidades do comércio, um cronograma de execução das obras por quadra. Tapumes serão colocados para garantir que enquanto o serviço é feito na pista, as calçadas estarão livres para a circulação dos pedestres. O prazo de execução, só na 14 de Julho, é de 20 meses a partir da assinatura da ordem de serviço.

Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...
Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions