ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Com filha desaparecida há 4 dias, mãe afirma que recebe notícias falsas

Por Christiane Reis | 29/01/2017 11:31
Taynara tem 12 anos e desapareceu na quarta-feira. (Foto: Direto das Ruas)
Taynara tem 12 anos e desapareceu na quarta-feira. (Foto: Direto das Ruas)

“Ligaram, falaram que ela estava no Caiobá II. Eu fui lá e não encontramos nada. Estou desesperada”, disse Márcia de Assis Silva, de 37 anos, mãe de Taynara Aquino da Silva, 12 anos, ao falar sobre o desaparecimento da menina que completa quatro dia.

Ela contou que recebeu a ligação de um comerciante que disse ter visto a menina no bairro, “essa história está muito estranha, minha filha é inteligente, não tem problema de cabeça e não iria ficar vagando pelas ruas sem comer e sem ter onde dormir”, disse. Segundo a indicação do comerciante, a menina estava sozinha.

O caso – Taynara é a mais velha de quatro filhos, e fica na casa do avô paterno, no Bairro Coophavilla II, onde a família reside. A mãe contou que a jovem tinha celular, contudo ele não tem chip e era utilizado apenas para ouvir música.

Na quarta-feira (25) , a menina teria colocado o celular para carregar e por volta das 9 horas ela subiu a rua. O avô perguntou aonde iria, mas não obteve resposta. Como a Taynara nasceu ali no bairro, o avô pensou que estaria indo à casa de algum conhecido. Desde então ela está desaparecida.

As últimas imagens da menina foram registradas pelo circuito interno de segurança de uma lanchonete da rua, às 13h41. Segundo Márcia, a filha está de férias, mas durante o ano estuda de manhã e participa de um projeto durante a tarde. "É um projeto para as crianças não ficarem nas ruas. Ela disse para uma amiguinha do projeto que um rapaz maior de idade pediu ela em namoro, mas ele já foi na delegacia prestar depoimento", destacou.

Informações podem ser repassados no celular de Márcia pelo celular (067) 99284-7119.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário