A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018

24/07/2015 16:49

Com investimento de R$150 mil, obra de saneamento na Vila Ravena é concluída

Michel Faustino
Foram implantados 2.126 metros de tubulações. Além disso foram substituídos 42 metros de rede de água e 26 ramais – tubulações que ligam os imóveis à rede de distribuição de água. (Foto: Divulgação)Foram implantados 2.126 metros de tubulações. Além disso foram substituídos 42 metros de rede de água e 26 ramais – tubulações que ligam os imóveis à rede de distribuição de água. (Foto: Divulgação)

Nos próximos dias, os 170 imóveis da Vila Ravena já poderão ser conectados à rede de coleta e tratamento de esgoto. As obras de saneamento previstas no PAC (Programa de Aceleração ao Crescimento), e realizada pela Águas Guariroba, foram concluídas nesta semana. Ao todo, foram investidos cerca de R$150 mil.

Para que os moradores recebam melhorias no sistema de água e implantação de rede de esgoto antes da chegada do asfalto, foram implantados 2.126 metros de tubulações. Além disso foram substituídos 42 metros de rede de água e 26 ramais – tubulações que ligam os imóveis à rede de distribuição de água.

“A Águas Guariroba está seguindo o cronograma de obras da Prefeitura, que executa as ações do PAC. Cerca de 20 bairros da cidade estão recebendo as redes de coleta e tratamento de esgoto e melhorias no sistema de água antes da implantação do asfalto. Isso garante melhor infraestrutura nas regiões e consequentemente melhor qualidade de vida para os moradores”, destacou o gestor de engenharia da concessionária, Kamilo Reis.

As obras da Águas Guariroba na Vila Ravena foram realizadas na Rua dos Bispos, Rua Macunaíma, Rua Beneventa, Rua Lugano, Rua Trevisa, Rua Arbórea, Rua Messina, Rua Bonzano, Rua Temprano, Rua Cláudio Alessio, Travessa dos Jacarés, Travessa dos Piabas, Travessa dos Bagres, Travessa dos Barbado, Travessa dos Catetos e Travessa Ângelo Boff.

Saneamento - Atualmente, cerca de 75% da população de Campo Grande já conta com acesso ao sistema de coleta e tratamento de esgoto. Todo o esgoto coletado na Capital passa por tratamento antes de retornar ao meio ambiente.

Conforme levantamento realizado junto ao Sistema de Informações do Sistema Único de Saúde (DataSUS), de 2003 a 2013 o índice de internações por doenças diarreicas caiu 86%.

O período coincide com a expansão do saneamento básico na cidade. A incidência de doenças diarreicas está diretamente ligada à falta de saneamento básico adequado.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions