A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

08/02/2016 11:45

Com máquina quebrada, instituto não tem prazo para liberar corpos

Viviane Oliveira

Defeito em uma máquina de Raio-X tem prejudicado o trabalho do IMOL (Instituto Médico Odontológico Legal) e atrasado a liberação de corpos para o sepultamento, em Campo Grande.

De acordo com Antônio Gonçalves da Silva, 45 anos, o corpo do irmão, Sebastião Reis da Silva, que morreu baleado na tarde de ontem (7), só será liberado no sábado. “Ontem à noite, recebi uma ligação do instituto informando que a liberação está prevista para o dia 13. Isso é um absurdo e a família não vai admitir tanta falta de respeito. O corpo tem que ser liberado hoje”, reclama.

O plantonista do instituto, informou que o corpo ainda não foi liberado, porque precisa ser feito exame complementar de raio-X. Porém, a máquina não está funcionando para fazer a revelação. Ainda conforme o servidor, não há prazo para ser feita a liberação. Tudo depende do exame ficar pronto.

O Campo Grande News tentou falar com a assessoria da Sejusp (Secretária de Estado de Justiça e Segurança Pública), mas a mensagem era de que a ligação não poderia ser completada.  Até o fechamento deste texto a família permanecia no instituto tentando resolver a situação. 

O caso - Sebastião Reis da Silva, 56 anos, foi cobrar uma dívida de aluguel e acabou morto com três tiros na tarde deste domingo. O crime aconteceu na Rua Lúcia dos Santos, no Parque do Lageado. A vítima foi socorrida por vizinhos e levada ao posto de saúde do Bairro Coophavilla, mas não resistiu. O principal suspeito de ter cometido o crime é Gerson Ferreira Maciel, 46 anos, ex inquilino da vítima.

O boletim de ocorrência foi registrado por Elieudes Barreto de Souza, 55 anos, mulher de Sebastião, que tem uma mercearia na região. Ela relatou à polícia, que foi avisada por um garoto desconhecido de que a vítima havia ido fazer cobrança na casa de Gerson. Lá, os dois discutiram, quando o autor entrou em casa, pegou uma arma de fogo e disparou três tiros contra a vítima.

Cobrança de dívida termina com homem de 56 anos morto a tiros
Homem de 56 anos foi cobrar uma suposta dívida e acabou morto com três tiros na tarde de domingo (7), na Rua Lúcia dos Santos, no Parque do Lageado, ...
Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions