A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

23/05/2018 12:54

Com novos alvarás, mototaxistas prometem disputa por passageiros

Objetivo consiste em fazer frente aos aplicativos de transporte

Kleber Clajus
Prefeitura entregou hoje 141 novos alvarás para o serviço de mototáxi na Capital (Foto: Kleber Clajus)Prefeitura entregou hoje 141 novos alvarás para o serviço de mototáxi na Capital (Foto: Kleber Clajus)

Diante da entrega de 141 novos alvarás de mototáxi pela prefeitura, nesta quarta-feira (23), profissionais destacaram que vão promover disputa por passageiros no transporte individual em Campo Grande. Licitação para ampliar o serviço, inclusive, foi acelerada com a chegada de aplicativos e acabou assegurando independência financeira a quem antes era auxiliar.

"Estávamos cansados de pagar diárias aos permissionários. Com a chegada dos aplicativos a situação mudou para melhor e com os novos alvarás vamos fazer disputa por passageiros que vão escolher quem melhor atender", disse o presidente da Associação dos Condutores Auxiliares de Mototáxi, João Sabiá. "A gente não tinha voz, mas agora isso acabou".

Processo de concessão das novas licenças teve início no ano passado, com abertura de 148 vagas. Foram habilitados 141 profissionais que passaram a ter independência financeira ao obter documento de permissão para realizar o serviço de transporte na Capital.

Claudio Caetano da Silva, 47 anos, passou oito anos pagando diárias de até R$ 1 mil para trabalhar. Ele foi o primeiro sorteado de hoje para definir o ponto em que vai atuar e optou por trocar estrutura na Avenida Salgado Filho por outro localizado em shopping na Afonso Pena. "Era muito difícil e a renda depende de quanto se trabalha", contou o mototaxista.

A última concessão de alvarás ocorreu em 2012, quando foram disponibilizadas 44 vagas para o serviço implantado na Capital há 21 anos. Hoje o prefeito Marquinhos Trad (PSD) ressaltou que se corrige distorção que impedia o ingresso de novos profissionais no setor.

"Essas pessoas têm vida dedicada a uma profissão e nada mais justo que garantir a elas essa oportunidade. A medida corrige mais de 20 anos de distorção e de desrespeito a lei Municipal 1.655/77 e vou abrir nova licitação no ano que vem", destacou Trad.

Segundo o presidente do Sindicato dos Condutores Autônomos Individual de Passageiros em Motocicletas, Dovair Boaventura de Oleira, este é um momento histórico que "renova a esperança" da categoria e demonstra coragem da gestão em corrigir falhas anteriores.

Fases - O diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Trânsito), Janine de Lima Bruno, explicou que depois do sorteio dos pontos haverá vistoria dos veículos para que os profissionais oficialmente comecem a trabalhar. Todo o processo da concorrência pública tem sido publicado no Diário Oficial e sete vagas remanescentes serão relicitadas em 2019.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions