A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Abril de 2019

27/02/2019 08:19

Com previsão de mais chuva, equipes só fazem limpeza em pontos críticos

Segundo o secretário, os pontos mais críticos são na rotatória que liga as avenidas Rachid Neder e Ernesto Geisel e no Bairro Paradiso

Viviane Oliveira e Ronie Cruz
Parte do asfalto que foi levado pela chuva de ontem (Foto: Henrique Kawaminami) Parte do asfalto que foi levado pela chuva de ontem (Foto: Henrique Kawaminami)

Após o temporal de ontem e com previsão de mais chuva para esta quarta-feira (27), equipes da Prefeitura continuam com a limpeza nas áreas que foram atingidas. Segundo o titular da Sisep (Secretária Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos), Rudi Fiorese, os trabalhos são de remoção de galhos, de asfalto e de lama. “Ainda estamos avaliando os estragos para adotarmos as medidas necessárias”, afirma.

Segundo o secretário, os pontos mais críticos são na rotatória que liga as avenidas da Ernesto Geisel com Rachid Neder e no Bairro Paradiso. No local, a via está parcialmente interditada para quem pega a Rachid Neder e quer seguir no sentido Euler de Azevedo. Em alguns pontos do entorno, o asfalto foi levado. Em novembro do ano passado, o temporal provocou os mesmos danos. “Como há 90% de chance de chuva para hoje, as ações serão apenas de limpeza”.

Ontem (16), o prefeito Marquinhos Trad (PSD), disse que para resolver definitivamente o problema na cidade, será preciso substituir todo o sistema de drenagem de Campo Grande, projeto avaliado em 80 milhões de dólares.

Equipes da Solurb fazendo limpeza na Ernesto Geisel  (Foto: Henrique Kawaminami)Equipes da Solurb fazendo limpeza na Ernesto Geisel (Foto: Henrique Kawaminami)

O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) manteve aviso de acumulado de chuva para Campo Grande e outras 39 municípios com volume de até 50 mm (milímetros). Conforme informações do meteorologista da Uniderp, Natálio Abrão, até as 18h, a chuva de ontem totalizou 104,7 milímetros em Campo Grande. O volume equivale a quase 60% de toda a média histórica para o mês, de 171,4 milímetros. Porém, fevereiro já acumula 358,1 milímetros de chuvas, ou mais que o dobro do esperado para o período.

Além da Capital, as cidades que devem ficar em alerta são Alcinópolis, Anastácio, Anaurilândia, Aparecida do Taboado, Aquidauana, Bandeirantes, Bataguassu, Bodoquena, Brasilândia, Camapuã, Cassilândia, Chapadão do Sul, Corguinho, Corumbá, Costa Rica, Coxim, Dois Irmãos do Buriti, Figueirão, Inocência, Jaraguari, Ladário, Miranda, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Paranaíba, Paraíso das Águas, Pedro Gomes, Ribas do Rio Pardo, Pedro Gomes, Ribas do Rio Pardo, Rio Negro, Rio Verde de Mato Grosso, Rochedo, Santa Rita do Rio Pardo, Selvíria, Sidrolândia, Sonora, São Gabriel do Oeste, Terenos e Água Clara.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions