A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

15/07/2011 11:51

Com nova reunião marcada, enfermeiros encerram greve na Santa Casa

Fabiano Arruda
Categoria e direção do hospital voltam a se reunir na próxima quarta; profissionais paralisaram atividades durante toda manhã. (Foto: João Garrigó)Categoria e direção do hospital voltam a se reunir na próxima quarta; profissionais paralisaram atividades durante toda manhã. (Foto: João Garrigó)

Em reunião de mais de duas horas na manhã desta sexta-feira, enfermeiros e Santa Casa marcaram novo encontro para a próxima quarta-feira e, com isto, a categoria retomou a atividades no maior hospital público do Estado após a manhã inteira de paralisação.

Segundo informações da presidente da Siems (Sindicato dos Enfermeiros de Mato Grosso do Sul), Helena Delgado, a categoria quer 20,3% de reajuste salarial para todos os cargos, enquanto a direção do hospital ofereceu 6,3%.

Além disso, os profissionais querem inserções de novas cláusulas nos contratos de trabalho, como assistência saúde, plano de cargos e carreiras, folga a cada domingo trabalhado.

“A Santa Casa fez um acordo sobre as folgas e descumpriu. Além dos profissionais não terem a folga, não recebem pelo domingo trabalhado”, afirmou Helena.

A presidente do sindicato disse que a reunião começou tensa nesta sexta-feira. Mesmo assim, ela considerou o encontro positivo, sobretudo, porque, segundo ela, as negociações foram iniciadas ontem à noite, e a direção do hospital se comprometeu a rever as cláusulas de contratos.

As audiências entre categoria e Santa Casa ainda não iniciaram tratativas sobre o reajuste salarial, o que deve ocorrer na próxima quarta-feira.

Segundo Helena Delgado, a direção do hospital não apresentou propostas em atingir os 20,3% de reajuste reivindicado pela categoria.

São cerca de 850 enfermeiros que atuam na Santa Casa. O salário base de um auxiliar de enfermagem é de R$ 745, o técnico recebe R$ 798, enquanto o enfermeiro tem remuneração de R$ 2,2 mil.

O hospital, por meio de sua assessoria, afirmou que vai comentar sobre o caso apenas depois da reunião marcada para a próxima semana.

No ano passado, em agosto, os enfermeiros paralisaram as atividades e continuaram em greve mesmo com determinação contrária do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) e multa diária fixada em R$ 5 mil em caso de descumprimento da determinação.

À época, a greve dos profissionais provocou caos no atendimento.

Enfermeiros iniciam greve na Santa Casa por reajuste salarial
Em nota divulgada nesta sexta-feira, os enfermeiros anunciaram que paralisaram as atividades na Santa Casa de Campo Grande para que a negociação sala...
Enfermeiros da Santa Casa devem entrar em greve para retomar negociação salarial
Os profissionais da Enfermagem da Santa Casa tem indicativo de greve como forma de pressão para retomar as negociações salariais que foram interrompi...
Greve da enfermagem provoca caos na Santa Casa
A greve da enfermagem, que teve início na segunda-feira (23), está tornando o atendimento da Santa Casa ainda mais problemático e confuso. Espera par...
Com forte dores, mulher reclama de falta de atendimento em UPA
Mesmo apresentando fortes dores e inchaço na região do estômago, sem conseguir comer a três dias, uma mulher que procurou atendimento na UPA (Unidade...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions