A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Agosto de 2018

09/05/2016 17:38

Com suspeita de gripe A, serralheiro aguarda leito em hospital há uma semana

Antonio Marques
Serralheiro Fernando Brites está internado há uma semana na UPA Cel Antonino com suspeita de H1N1 e aguarda vaga hospitalar (Foto: Divulgação)Serralheiro Fernando Brites está internado há uma semana na UPA Cel Antonino com suspeita de H1N1 e aguarda vaga hospitalar (Foto: Divulgação)

Mesmo com ordem da justiça para ser transferido para uma unidade hospital desde a última sexta-feira, o serralheiro Fernando Brites, 57 anos, continua internado na área de isolamento da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Coronel Antonino há uma semana, com suspeita de gripe H1N1 – também chamada de gripe A ou H1N1. O homem, que chegou caminhando, agora não consegue respirar sem auxílio de aparelho.

Conforme Rafael Brites Teixeira, sobrinho do paciente, o tio está piorando a cada dia e ninguém consegue apresentar um diagnóstico do real motivo do quadro de saúde. “Ele chegou caminhando na unidade e agora não levanta mais e não consegue ficar um minuto sem a máscara (de respiração artificial)”, relatou.

O sobrinho informou também que, diante do agravamento do quadro de saúde do tio, os filhos recorreram a Defensoria Pública e conseguiram uma liminar na última sexta-feira, 6, determinando que o Estado de Mato Grosso do Sul transfira o paciente para um unidade hospitalar na rede pública ou particular. No entanto, até o momento Fernando Brites continua internado na UPA.

A assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde garante que o paciente está estabilizado e ainda não foi transferido a um hospital por falta de vaga na rede hospitalar, mas surgindo leito a transferência seria realizada.

Já a assessoria da Secretaria Estadual de Saúde informou que a Procuradoria Jurídica ainda não havia recebido a liminar determinando a transferência de Fernando Brites.

“Ontem à noite estive no UPA e ele fala bem pouco e chora por não conseguir mais nem tomar banho sozinho”, comentou Rafael Brites sobre a situação do tio. Ainda de acordo com a secretaria municipal de saúde, independente da ordem judicial ao Estado, surgindo uma vaga pela central de regulação de Campo Grande o paciente vai ser transferido.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions