A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

31/07/2014 19:50

Combate ao crime dá resultado a longo prazo, diz major da PM

Renan Nucci
Major Oéliton Santana de Figueiredo, comandante da 5ª CIPM. (Foto: Renan Nucci)Major Oéliton Santana de Figueiredo, comandante da 5ª CIPM. (Foto: Renan Nucci)

“Não há como fazer mágica dentro da polícia”, afirma o major Oéliton Santa de Figueiredo, comandante da 5ª CIPM (Companhia Independente da Polícia Militar) de Campo Grande, a respeito do reflexo dos trabalhos da unidade que foi criada oficialmente no último dia 17, com o objetivo de garantir a segurança na área central da cidade.

A 5ª CIPM surgiu a partir de um destacamento do 1° Batalhão da PM. Terá autonomia e vai contar com efetivo de 120, quatro viaturas quatro rodas e 11 motos, incumbida de manter a ordem no centro da Capital, onde circulam aproximadamente 300 mil pessoas por dia. Ele explica que o trabalho é contínuo e dá resultados a longo prazo.

O major ainda afirma que não é responsabilidade direta da polícia acabar com a violência mas sim ajudar na prevenção. “O crime sempre existiu e é uma ilusão acreditar que um dia ele irá acabar. O que cabe à polícia, no caso nós da PM, é intensificar as ações ostensivas. Nossa presença na rua inibe a ação dos bandidos”, comenta.

Ele explica que o desafio da polícia é prevenir crimes específicos que ocorrem na área central, tais como furtos de veículos, pequenos furtos no comércio, roubos e o tráfico formiguinha. “O perfil da criminalidade no centro é diferente dos outros bairros, mas estamos atentos às movimentações, principalmente porque a região é usada como rota de acesso a diversos pontos da cidade” comenta.

Alguns locais terão atenção especial da PM, como a região da antiga rodoviária e também da Orla Morena. “São locais com grande aglomeração de pessoas e que permitem a ação dos bandidos oportunistas, que eventualmente traficam, roubam e furtam. Também, pelo menos uma vez ao dia, fazemos fiscalização de trânsito, avaliando todos os condutores, principalmente pessoas suspeitas que trafeguem em motos”.

A 5ª CIPM atua em uma área com mais de 20 mil quilômetros quadrados que compreende entre as avenidas Tamandaré, Ceará, Eduardo Elias Zahran, Salgado Filho e Mascarenhas. Por lá existem 12 bairros com aproximadamente 75 mil moradores, 94 escolas, hospitais e 120 agências bancárias. "É uma grande responsabilidade, mas teremos autonomia para promovermos ações orientadas de acordo com a demanda da comunidade. É importante destacar que a PM não pode estar em todo lugar, por isso, o apoio do cidadão por meio de denúncias é fundamental", avaliou.

Após confusão em clube, jovem é baleado pela Polícia Militar
O jovem Adriano Cavalcante Silva Viana, 22 anos, foi baleado pela Polícia Militar após confusão na madrugada deste domingo (20), no clube municipal d...
Publicado resultado final de concurso para soldados da Polícia Militar
O resultado final do Concurso Público de Provas para Ingresso no Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar, aberto em 2013, foi publicado na e...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions