A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018

20/09/2018 17:04

Comerciantes bloqueiam trânsito durante protesto na Rua 14 de Julho

Trabalhadores dizem que obras estão prejudicando movimento na região central

Gabriel Neris
Comerciantes paralisaram cruzamento da 14 de Julho com a Dom Aquino (Foto: Direto das Ruas)Comerciantes paralisaram cruzamento da 14 de Julho com a Dom Aquino (Foto: Direto das Ruas)

A Prefeitura de Campo Grande respondeu que as obras trarão resultados positivos na geração de empregos e na economia. E que os impactos já eram previstos. "A obra está adiantada em relação ao cronograma do contrato, que prevê sua conclusão nos primeiros meses de 2020. Serão injetados na economia local, aproximadamente R$ 50 milhões, gerando mais de 300 empregos diretos e 2 mil indiretos", diz o Executivo.

As obras são de responsabilidade da Engepar Engenharia. "O objetivo é entregar a primeira etapa dos serviços adequada ao bom funcionamento do Comércio neste Natal, até meados de novembro. A previsão é também executar as calçadas em estágio de funcionamento para novembro de 2019, época mais apropriada às vendas de fim de ano", segue a nota da prefeitura.

O Executivo aponta que a primeira etapa das obras foi de realizar os serviços enterrados e dos que movimentam o solo e que após o volume de chuvas acima da média é necessário aguardar que o material seque para evitar afundamento.

Conforme a programação da prefeitura, entre a Fernando Corrêa da Costa e 15 de Novembro estão previstas para este semestre a conclusão do asfalto, estacionamento em blocos de concreto, canaletas; drenagem, rede de esgoto, dutos, caixas elétricas e caixas de telefonia.

Entre a 15 de Novembro e a Afonso Pena está a conclusão da drenagem e rede de esgoto, sem demolição total do pavimento existente, no mesmo período. Entre a Maracaju e a Dom Aquino estão previstas a conclusão do asfalto, estacionamento e via em blocos de concreto, canaletas, drenagem, rede de esgoto, dutos, caixas elétricas e caixas de telefonia.

Já entre a Maracaju e a Mato Grosso, conforme a programação, a prefeitura espera concluir as redes coletoras de esgoto e drenagem, sem abertura da via para a instalação de caixas e dutos. A prefeitura aponta ainda que as calçadas serão executadas também no período noturno, preservando o acesso às lojas. Segundo a prefeitura, as obras que envolvem a rede de esgoto têm mais de 90% de conclusão.

Assista ao protesto dos comerciantes da Rua 14 de Julho



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions