A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

06/03/2013 12:44

Comércio reclama que, apesar de fachada limpa, paga publicidade

Mariana Lopes
Adelaido mostra o projeto da nova fachada da loja, que ainda não foi aprovado pela Prefeitura (Foto: Marcos Ermínio)Adelaido mostra o projeto da nova fachada da loja, que ainda não foi aprovado pela Prefeitura (Foto: Marcos Ermínio)

Comerciantes da região central de Campo Grande, que tiveram que se adequar ao projeto Reviva Centro e mudar completamente a fachada de suas lojas em 2012, reclamam da taxa de publicidade cobrada pela Prefeitura neste ano e afirmam que vão entrar com requerimento para pedir revisão da taxa.

O valor da taxa é cobrado de acordo com o tamanho da publicidade que existe na fachada de cada loja. No entanto, tem comerciante que está com a fachada sem qualquer painel publicitário, mas recebeu o mesmo valor cobrado no ano passado, quando ainda não existiam regras.

Como é o caso de Adelaido Luiz Espinosa Vila, que recebeu uma taxa de R$ 472,43, mas em frente à loja dele não há painel de publicidade. Ele explica que esse valor foi o mesmo cobrado em 2012, por um painel de 9,18 metros que ele tinha na fachada.

De acordo com as regras do projeto Reviva Centro, a loja de Adelaido pode ter publicidade de 10,70 metros. “Mas não teve nem fiscalização para saber se eu me adequei ou não, a Prefeitura cobrou sem saber como estava a situação de cada comerciante”, critica.

Roberto Nakasse, proprietário de uma ótica, enfrenta o mesmo problema. Com a fachada devidamente modificada ainda no ano passado, mesmo assim ele recebeu a taxa no valor de R$ 657,11, e no boleto dele não há sequer a informação do tamanho da publicidade.

Ele entrou com processo na Prefeitura por conta própria pedindo a revisão da taxa, que ainda não foi paga. “Esse valor me recuso a pagar, tem que ser o justo”, enfatiza o comerciante.

Roberto entrou com processo na Prefeitura por conta própria (Foto:Marcos Ermínio)Roberto entrou com processo na Prefeitura por conta própria (Foto:Marcos Ermínio)

Os comerciantes também vão recorrer para conseguir o ressarcimento da taxa cobrada no ano passado. “Pagamos a anuidade, mas desfrutamos da publicidade apenas por meio ano, pois começamos a reformar as fachadas em julho”, afirma Adelaido.

Foi montado um ponto de apoio na Associação Comercial de Campo Grande, onde os comerciantes podem adquirir e preencher o requerimento que será entregue na Secretaria Municipal da Receita para recorrer aos valores.

Segundo Adelaido, que também é membro do Conselho dos Comerciantes, os proprietários de lojas têm até amanhã para fazer o requerimento e os interessados devem ir à Associação com uma cópia do boleto.

A assessoria de imprensa da Prefeitura não tem informação sobre a fiscalização feita nas lojas do centro de Campo Grande depois das novas regras.



Tambem estou no mesmo caso tenho uma empreza em sorocaba,sp que nao tenho faixada e tambem recebi cobraça de aproximadamente 300,00.
 
aldinei de oliveira em 09/03/2013 08:15:23
Quando é que elegeremos políticos que se preocupem em reduzir, ao invés de criar e aumentar impostos? Esse dia está distante.
 
Terezinha Cunha em 07/03/2013 09:26:25
Muito boa a iniciativa destes corajosos comerciantes. Não aguentamos mais sofrer com tantas imposições da Prefeitura. Muitos comerciantes não estão reclamando por medo de sofrerem represárias. A Prefeitura tem que devolver as Taxas em dobro pois é o que estabelece a lei. Hoje foi notícia o cancelamento do recapeamento do asfalto da região central. Tiramos nossas fachadas pois tinhamos a garantia de inventimentos da Prefeitura na área Central. Hoje estou vendo que tudo não passou de um golpe eleitoreiro.
 
wagner rocha em 06/03/2013 19:07:23
Parabéns ao Adelaido Luiz Espinosa Vila, que está chamando para si o compromisso de orientar os comerciantes para que sejam respeitados em seus direitos ofendidos pela Prefeitura Municipal de Campo Grande. O velho ditado " A união faz a força", nunca cai de moda e agora mais presente ainda.
A Associação Comercial está sendo o ponto de apoio para a alavanca que o comerciante Adelaido Luiz está usando em favor de todos os comerciantes do centro. Taí uma liderança que merece toda atenção e apoio dos demais bravos Empresários do Comércio..
 
Euclydes Bezerra de Souza Jr. em 06/03/2013 18:51:12
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions