A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

05/09/2013 10:18

Comissão da Santa Casa quer aumentar repasse de verbas e diminuir déficit

Luciana Brazil e Aliny Mary Dias
Presidente da ABCG diz que objetivo é reduzir déficit de R$ 3 milhões mensais.Presidente da ABCG diz que objetivo é reduzir déficit de R$ 3 milhões mensais.

A Santa Casa de Campo Grande e a Prefeitura criaram comissões de contratualizações para discutir a redução do déficit da Santa Casa, de R$ 3 milhões mensais, e ainda analisar os serviços oferecidos pelo hospital.

Durante coletiva de imprensa na manhã de hoje (5), o presidente da ABCG (Associação Beneficente de Campo Grande) Wilson Teslenco e o diretor técnico Luiz Alberto Kanamura, afirmaram que a meta é avaliar os custos e aumentar o repasse de verbas feito ao hospital. O resultado das reuniões deve sair dentro de 20 dias.

De acordo com Teslenco, a Santa Casa recebe mensalmente R$ 14 milhões oriundos da Prefeitura, do Estado, do SUS e dos convênios. Desse total, R$ 800 mil são provenientes do Estado e R$ 1,2 milhão da Prefeitura.

Desde ontem, a comissão da Prefeitura e outra do hospital avaliam também as demandas da cidade. Segundo Teslenco, também serão estabelecidas metas de melhorias.

Fim da intervenção: A Santa Casa ficou sob intervenção do poder público durante oito anos. Inicialmente, o processo foi administrativo, por meio de decretos da Prefeitura de Campo Grande. Em 2007, a intervenção passou a ser judicial. O pedido ao Poder Judiciário partiu do MPE (Ministério Público Estadual), MPF (Ministério Público Federal) e MPT (Ministério Público do Trabalho).

Desde maio deste ano a ABCG voltou à administração do hospital. A dívida da entidade era de R$ 47 milhões antes da intervenção e hoje chega a mais de R$ 160 milhões. Somente no último ano foram R$ 80 milhões em dívidas adquiridas pela Junta Interventora.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions