A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

16/07/2013 08:42

CPI da Saúde aponta “terceirização” nos serviços da Santa Casa

Leonardo Rocha
Comissão encontra indícios de terceirização nos serviços da Santa Casa durante intervenção (Foto: Arquivo)Comissão encontra indícios de terceirização nos serviços da Santa Casa durante intervenção (Foto: Arquivo)

Os integrantes da CPI da Saúde na Assembleia afirmaram que após ouvirem os depoimentos do ex-diretores da Junta Interventora da Santa Casa, Antonio Lastória, Nilo Sérgio Laureano e Issan Moussa, notaram uma tendência para a “terceirização” dos serviços no hospital.

De acordo com o presidente da CPI, o deputado estadual Amarildo Cruz (PT), vários fatos confirmados durante a reunião mostraram esta situação. “Eles disseram por várias vezes que a terceirização no serviço era uma opção mais viável”, destacou.

A comissão questionou porque durante a intervenção aumentou de 15 para 70 os serviços de terceirização. “A terceirização se tornou bem-vinda por economia de escala e todos os contratos foram discutidos”, ponderou Lastória. Dos 101 leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), 12 são alugados. O hospital gastava R$ 100 mil por mês apenas com aluguel de aparelhos.

Os ex-diretores também garantiram que muitos aparelhos foram alugados, pois os antigos estavam em péssimas condições, além de apontar que a contratação de médicos provocava um “déficit” nas contas e não aumento nos gastos. O deputado estadual Onevan de Matos (PSDB) argumentou que estas atitudes demonstram a intenção de “terceirização”.

Dívida – Em relação as acusações da atual direção que a junta Interventora aumentou de R$ 30 milhões para R$ 150 milhões a dívida do hospital, os depoentes argumentaram que o repasse de R$ 14 milhões mensais a Santa Casa não cobriam os gastos da unidade. “O nosso déficit era de R$ 4 milhões ao mês, tínhamos que continuar a atender, não podíamos parar o trabalho”, ponderou Lastória.

Sobre a recusa de receber aparelhos de radioterapia do Ministério da Saúde, Lastória destacou que para ser contemplado o hospital deveria fazer uma série de mudanças e não havia garantia da vinda dos aparelhos. “Não tínhamos a certeza deste envio e ainda teríamos que abrir um concurso público”, afirmou ele.

Membros de CPI da Saúde em MS vão se reunir com ministro nesta 3ª
Os deputados estaduais membros da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Saúde que investiga supostas irregularidades no repasse de verbas para o...
CPI da Saúde promove oitiva com foco na Santa Casa; três pessoas serão ouvidas
Amanhã a CPI da Saúde, instalada na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, promove oitiva com três ex-integrantes da Junta Interventora da San...


Nossa precisava de uma CPI para vocês concluírem isso(?)
 
Marcelo Mendes em 16/07/2013 09:54:58
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions