ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  17    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Condomínio para 300 famílias fecha ciclo de anos morando em barraco ou de favor

Futuros moradores aprovam apartamentos, um dia antes da entrega pelo presidente Jair Bolsonaro

Por Caroline Maldonado e Cleber Gellio | 29/06/2022 12:34
Condomínio Residencial Canguru, na região Sul de Campo Grande. (Foto: Marcos Maluf)
Condomínio Residencial Canguru, na região Sul de Campo Grande. (Foto: Marcos Maluf)

A ansiedade é grande para quem vai encerrar uma etapa da vida marcada pela moradia em barracos de madeira ou cômodos de alvenaria sem acabamento.

Hoje (29), ninguém pode entrar nos 19 blocos do Residencial Jardim Canguru, por questão de segurança porque o presidente Jair Bolsonaro (PL) estará no local nesta quinta-feira (30) para entregar as chaves, mas os futuros moradores, que já viram os apartamentos por dentro, contam como é a estrutura e falam sobre o que o novo lar significa para a família.

Cada um comemora do seu jeito. Com dois anos de idade, a Sophia, uma das quatro filhas da manicure Ramona Lescano Amarilha, de 29 anos, ficou girando sem parar quando entrou no quarto novo, que vai dividir com as três irmãs. É que o local representa novidade para as crianças, porque elas moram num barraco de madeira.  O vídeo mostra o momento de emoção da Sophia e alguns detalhes dos cômodos.

Espera - O condomínio é um “luxo” para quem morava na área em frente, um comodato chamado Mário Covas. Ela, o marido, que é pedreiro, e as filhas vieram de Sidrolândia há sete anos, porque já não suportavam pagar aluguel.

Passaram, então, a morar em um barraco de madeira e fizeram o cadastro na prefeitura confiantes de que um dia seriam sorteados para adquirir uma moradia social. Ramona diz que está ansiosa para entrar no local, faxinar e dar um novo lar para as filhas de doze, oito , sete e dois anos de idade.

“Estou muito feliz, porque agora vou poder dar mais conforto para minhas filhas. Entrei no apartamento no dia da vistoria, em 14 de junho, e achei maravilhoso. Gostei bastante dos quartos, um vai ser para meu marido e eu e o outro para as meninas. Vou colocar beliches e agora elas vão ter um espaço só delas. Estou bastante ansiosa”, diz Ramona.

Futura moradora do Residencial Canguru, Manicure Ramona Lescano Amarilha, de 29 anos. (Foto: Marcos Maluf)
Futura moradora do Residencial Canguru, Manicure Ramona Lescano Amarilha, de 29 anos. (Foto: Marcos Maluf)

O bairro tem comércio com vários mercados, mas não é tão fácil conseguir vaga nas escolas de perto, segundo Ramona. Duas filhas estudam em escola do bairro Paulo Coelho Machado.

A zeladora Kelly Lima da Silva Cunha, de 33 anos, foi contemplada com o apartamento em menos tempo. Foram dois anos de espera, porque ela teve preferência. O filho Allison, de dois anos, tem microcefalia, um distúrbio neurológico em que o cérebro não se desenvolve completamente. Além disso, ela cria sozinha ele e o outro filho, Gael, de nove meses.

“Eu morava de favor na casa da minha irmã. É um pouco constrangedor porque tira privacidade da outra pessoa. Fiz a inscrição pela internet e consegui pela cota. O apartamento é muito bom. Vou morar no térreo, no bloco 13, apartamento 104”, revela Kelly.

Zeladora Kelly Lima da Silva Cunha, de 33 anos, contemplada com apartamento após dois anos de espera (Foto: Marcos Maluf)
Zeladora Kelly Lima da Silva Cunha, de 33 anos, contemplada com apartamento após dois anos de espera (Foto: Marcos Maluf)

Na manhã de hoje, Kelly fez pedido de ligação da rede de água e esgoto. A concessionária Águas Guariroba colocou equipe ao lado do condomínio só para atender os futuros moradores do residencial.

Estrutura - “Acho que o bairro é bem estruturado. Tudo é próximo, temos posto de saúde a quatro quadras, tem Cras (Centro de Referência em Assistência Social) e mercado próximo, além de linhas de ônibus. A partir de agora é outra vida”, comemora.

Segundo a síndica Cléia Antunes Araújo, de 38 anos, os 19 blocos tem 300 apartamentos com 47 m², sendo dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. Dentro do condomínio tem área de lazer, quadra esportiva e espaço de confraternização com duas churrasqueiras e banheiros. “O bairro é bem estruturado com mercados, linhas de ônibus, postos de saúde e mais de dez escolas”, comenta Cléia.

Ligação de água - Equipe da concessionária de água e esgoto Águas Guariroba está na calçada de rua lateral do condomínio, recebendo os pedidos de ligação e fazendo cadastro dos contemplados na tarifa social.  O atendimento é das 8h às 17h.

Equipe da concessionária de água e esgoto Águas Guariroba na calçada de rua lateral do Residencial Jardim Canguru (Foto: Marcos Maluf)
Equipe da concessionária de água e esgoto Águas Guariroba na calçada de rua lateral do Residencial Jardim Canguru (Foto: Marcos Maluf)

Nos siga no Google Notícias