A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

08/08/2014 20:16

Construção de Centro do Idoso no lugar de praça causa polêmica

Filipe Prado
Os moradores temem a construção do CCI e fim da praça (Foto: Alessandro Martins)Os moradores temem a construção do CCI e fim da praça (Foto: Alessandro Martins)

A construção de um CCI (Centro de Convivência do Idoso) no lugar de uma praça está causando polêmica entre os moradores do Bairro Arnaldo Estevão de Figueiredo, na saída para Três Lagoas. Eles são contra a obra, porque querem manter a área verde. 

Um contêiner foi posicionado na área, o que deixou os moradores ainda mais receosos com a construção do CCI. O contêiner, de acordo com os moradores, contêm ferramentas e materiais para a obra.

O agente ambiental Sérgio Carlos Martins, 65 anos, mora na Travessa dos Carroceiros há mais de 30 anos. Ele contou que a praça nunca foi cuidada pelo “poder público” e os moradores plantam as árvores e pagam para limpar o terreno. A ideia da construção do centro gerou polêmica entre os moradores.

“Nós mandávamos limpar, pagávamos do bolso, fizemos isso durante muitos anos”, assumiu Sérgio. Ele explicou que na quarta-feira (6) um engenheiro da Prefeitura de Campo Grande foi até a praça e disse que iriam construir um centro de convivência do idoso no local, trazendo um contêiner com materiais e ferramentas.

Os moradores plantaram várias frutíferas, como de laranja, caju e jamelão, algumas com até 15 anos.

O coordenador do Fórum de meio ambiente e desenvolvimento sustentável de Mato Grosso do Sul e ambientalista, Haroldo Martins Borralho, apoia a causa dos moradores do conjunto habitacional. Conforme o ambientalista o centro de convivência do idoso pode ser construído em outros pontos do bairro, pois 35% da região é destinada para áreas institucionais.

O contêiner foi colocado na praça (Foto: Filipe Prado)O contêiner foi colocado na praça (Foto: Filipe Prado)

“Estas áreas são destinadas à construção de ruas, praças, postos de saúde, áreas verdes, então há outros locais para a construção do centro”, explicou Borralho.

Sérgio admitiu que não é contra a construção do centro, mas que ele deve ser construído em outro lugar. “Todos estão revoltados, pois vão tirar a área de lazer das crianças, sendo que há uma área para construir”, argumentou.

Há quem imagine que a obra será de um posto de saúde, como a aposentada Bigail Garcia da Silva, 79. Ela aprovou a obra, mas ficou descontente com a localização. “Um posto seria bom, por que é perto de casa, mas acho que vai tirar a tranquilidade do bairro. O movimento vai aumentar muito”, concluiu.

De acordo com a prefeitura, no bairro será construída uma Unidade Básica de Saúde e não um CCI. Eles não informaram o local ou o prazo da obra.

O conjunto habitacional fica na região do Bairro Tiradentes (Foto: Google Maps)O conjunto habitacional fica na região do Bairro Tiradentes (Foto: Google Maps)
Eventos de Natal, inauguração de igreja e obras interditam 9 ruas na Capital
A Agetran (Agência Municial de Transporte e Trânsito) informa que pelo menos 9 ruas terão o tráfego impedido neste domingo (17) em Campo Grande. O fe...
Bandidos armados com faca usam carro prata para assaltar vítimas
Dois homens armados com faca em um carro prata - com placas HTI-8594 - assaltaram ao menos duas vítimas, na madrugada deste domingo (17), no Bairro C...
Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions