A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

21/09/2016 12:58

Corpo encontrado carbonizado é de ex-vereador da Capital, confirma polícia

Ricardo Campos Jr. e Luana Rodrigues
Filha de Alceu Bueno foi até a delegacia junto com a mãe para registrar desaparecimento de ex-parlamentar (Foto: Julia Kaifanny)Filha de Alceu Bueno foi até a delegacia junto com a mãe para registrar desaparecimento de ex-parlamentar (Foto: Julia Kaifanny)
Bueno renunciou ao mandato após envolver-se em escândalo de exploração sexual (Foto: arquivo)Bueno renunciou ao mandato após envolver-se em escândalo de exploração sexual (Foto: arquivo)

O corpo encontrado carbonizado na manhã desta quarta-feira (21) é do ex-vereador Alceu Bueno. A informação foi passada ao Campo Grande News por uma fonte da Polícia Civil que afirmou não restarem dúvidas quanto à identificação. A família disse que aguarda o posicionamento oficial da corporação para se manifestar.

Legistas estão aguardando a conclusão dos laudos do exame odontológico. O cadáver passou ainda por exame de raios X para localizar uma placa metálica que foi colocada no braço do ex-parlamentar em razão de uma fratura.

Havia uma série de indícios que levantavam a suspeita de que Alceu havia sido assassinado. A esposa dele, Iolanda Basek Bueno, registrou pela manhã um boletim de ocorrência dizendo que o marido estava desaparecido desde ontem. Além disso, o celular encontrado na cena do crime era um Samsung S7, mesmo modelo usado por ele.

Diante disso, parentes e o gerente do Depósito Bueno, empresa do ex-vereador, foram até o Imol para tentar identificá-lo. O funcionário afirmou que conhece o ex-parlamentar há 45 anos e trabalha no depósito há 27. Segundo ele, pelas fotos que viu do corpo encontrado, acredita que há 80% de chance de ser do ex-vereador.

O corpo foi encontrado por volta das 6h por um morador da região que seguia para o trabalho. Ele avistou fogo e, ao se aproximar, viu que se tratava de uma pessoa.

Em relação ao corpo queimado, as primeiras informações dão conta de que a vítima também foi estrangulada. Ele também foi partido ao meio, possivelmente devido ao fato de o produto usado para atear fogo ser corrosivo, segundo o delegado Camilo Kettenhuber Cavalheiro.

Alceu Bueno renunciou ao mandato de vereador no fim de abril de 2015, depois de virar réu em um escândalo de exploração sexual. Ele foi filmado mantendo relações sexuais com uma adolescente, supostamente mediante pagamento em dinheiro, em um esquema que também envolveria extorsão.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions