ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 26º

Capital

Cratera engole mais um pedaço de ponte em avenida do Tijuca

Prefeitura aguarda estiagem para retomar obras no trecho

Kerolyn Araújo e Bruna Marques | 22/01/2021 10:00
Mureta da ponte e parte do asfalto cederam com enxurrada. (Foto: Henrique Kawaminami)
Mureta da ponte e parte do asfalto cederam com enxurrada. (Foto: Henrique Kawaminami)

Parte da mureta de uma ponte localizada no cruzamento da Avenida Nasri Siufi com Rua Panambi Vera, no Jardim Tijuca, em Campo Grande, desabou após a chuva que atingiu Campo Grande nesta quinta-feira (21). Um pedaço do asfalto também cedeu.

O trecho foi interditado com pedras e placas da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), mas pedestres e motociclistas ainda se arriscam passando pelo local, como é o caso do comerciante Advaldo Almeira, 58 anos.

Ciclistas, pedestres e motociclistas se arriscam passando por trecho interditado. (Foto: Henrique Kawaminami)
Ciclistas, pedestres e motociclistas se arriscam passando por trecho interditado. (Foto: Henrique Kawaminami)

À reportagem, ele contou que mora na região há 25 anos e que o problema na ponte é recorrente. "Foi uma obra mal feita", comentou. Segundo o comerciante, ele resolveu se arriscar passando de motocicleta pelo local porque o retorno é longe. "Tem que dar volta de quilômetros ou passar por cima", disse.

De bicicleta, o aposentado Manoel Albino da Silva, 82 anos, também foi flagrado pela reportagem passando pelo trecho. "Uma vez por ano esse problema acontece e é simples de resolver. Até carro já caiu dessa ponte", lembrou.

O aposentado Manoel Albino da Silva, 82 anos, contou que até carro já caiu da ponte. (Foto: Henrique Kawaminami)
O aposentado Manoel Albino da Silva, 82 anos, contou que até carro já caiu da ponte. (Foto: Henrique Kawaminami)

Segundo o alfaiate Idelfonso Vasques Rodrigues, 65 anos, o trecho foi interditado a cerca de 15 dias, quando o problema de desabamento começou a aparecer. "É uma situação muito desconfortável. Eu caminhava na ciclovia todos os dias, mas agora estou impedido. Está chovendo todos os dias, é a natureza, fazer o quê? Mas, acho que para resolver o problema, deveriam fazer uma nova ponte porque essa é muito antiga", defendeu.

Ao Campo Grande News, a prefeitura de Campo Grande informou que o trecho foi interditado depois que parte do aterro foi levado pela força da enxurrada.

Ainda segundo a prefeitura, a Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos) já havia iniciado a obra para a recomposição do aterro, mas ela foi interrompida por causa de novas chuvas.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade



Nos siga no Google Notícias