A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

05/09/2012 20:39

Criança de 7 anos é agredida por colegas e vai parar no posto de saúde

Viviane Oliveira
Criança de 7 anos foi agredida durante o intervalo por um dois alunos nesta tarde. (Foto: Simão Nogueira)Criança de 7 anos foi agredida durante o intervalo por um dois alunos nesta tarde. (Foto: Simão Nogueira)

Uma criança de 7 anos ficou ferida ao levar vários chutes na barriga na tarde desta quarta-feira (5), na Escola Estadual José Mamede de Aquino, na rua Heitor Vieira de Almeida, no Jardim Aeroporto, em Campo Grande. De acordo com testemunhas, a confusão aconteceu na hora do intervalo, dentro da sala de aula.

A mãe da criança, Lenilza Francisco Fialho, 36 anos, contou que de dois meses para cá o filho passou a reclamar de perseguição por parte de um grupo de colegas da mesma sala. Ontem ela chegou a ir à instituição de ensino para comunicar a coordenação sobre as agressões que o menino vem sofrendo, mas disse ter sido em vão.

“A coordenadora disse que meu filho precisava aprender a se defender sozinho”, lamenta, acrescentando que hoje levou um susto quando foi informada que a criança passou mal por conta das agressões. O menino foi levado com falta de ar pela PM (Polícia Militar) à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro Vila Almeida.

Lenilza relata que por causa da timidez o filho sofre bullying na escola. Em poucas palavras, a criança relatou que foi agredida por dois meninos, um de 7 anos e outro de 8 anos, na hora do intervalo. “Eles me deram vários chutes na barriga”, afirma.

Preocupada, a mãe pretende tirar o filho da escola por causa das constantes reclamações de perseguição. “Eles jogam as coisas do meu filho no lixo para provocá-lo”, finaliza.

Procurada pelo Campo Grande News a direção da escola não quis comentar o assunto. A coordenadora disse que qualquer informação é somente na Secretaria de Educação do Estado.

No último dia 27 uma briga na Escola Estadual Joaquim Murtinho entre duas meninas deixou uma das alunas, de 17 anos com a orelha cortada por um estilete. A confusão foi parar na delegacia e a agressora transferida da escola.



Se fosse meu filho,e a escola não tomasse providencia imediata, eu faria um boletim de ocorrencia em cima da escola, que se dane a diretoria.como ainda tem gente que diz que a criança tem que aprender a se defender,temos leis para que?os outros viéram em dois o indinho timido só fez apanhar.
 
Lucas da Silva em 13/09/2012 01:20:40
Não é justo dizer que uma criança de 7 anos tem que se defender de agressões dentro de uma escola, se os outros dois são agressivos, e viéram em dupla,a escola tem q tomar providencias, ou estarão formando gangs dentro da própria escóla, e se a vitima é criança Indigena,..CADÊ A FUNAI...para tomar providencias.
 
Teresa Moura em 13/09/2012 01:10:24
caríssimos, a escola é responsável para transmitir o conhecimento aos nossos filhos junto a informação que deles chegam, sem contar que a estrutura é péssima com falta de funcionários. A educação é de responsabilidade dos pais , o filho é reflexo da cultura desses pais que pulam etapas na formação dos mesmos agora jogar a responsabilidade para uma professora que é responsável por 30 alunos é fáci
 
Hamilton Braz em 06/09/2012 12:37:37
Deixo aqui o meu manifesto: Em algum momento mãe e pai responsável por essa situação , já tentaram colocar-se no lugar da professora ? Dos alunos que ali estavam presenciando o fato ? Como nesse momento pode estar o estado de saúde físico e psicológico deles ? E o contexto escolar ? E o sistema ? Hoje a educação se pauta em registro e com certeza eles devem ter tudo , para isso existe orientações.
 
Aparecida da Silva em 06/09/2012 12:09:50
Acho um absurdo as pessoas colocarem a culpa da falta de indisciplina destes alunos na escola,na professora,na coordenadora e na diretora...Pelo amor de Deus!!! Os alunos de hoje em dia são terriveis,não tem respeito por ninguem, a professora ao invés de ensinar o conteudo,passa 4 horas chamando atenção,pedindo para sentar etc,esses alunos ja deveriam ir para a escola sabendo que fazer la..
 
solange Gomes em 06/09/2012 10:34:38
cont... Hoje meu filho estuda em escola particular devido o ensino publico ser fraca, e tambem quero aproveitar e concordar com o comentario do colega Roberto Inzagaki, e reforço as palavras dele ...e como quem estuda em colégio particular não tem direito a prouni e afins.... Enfim quem investe em educação nesse país é SEMPRE punido.
 
Aparecida Romeiro em 06/09/2012 10:17:33
O que da para perceber que isso vem ocorrendo a muito tempo, passei por isso numa escola, meu filho com 7 anos de idade, so teve uma diferença que a outra criança era de 12anos, onde chegou a quebrar o braço do meu filho que tem a cicatrize ate hoje no braço, devido a cirurgia ele se ausentou durante 6 mes, prejudicando ensino base. PRECISA DE MAIS FUNCIONARIOS PARA AJUDAR NA EDUCAÇÃO NA ESCOLA.
 
Aparecida Romeiro em 06/09/2012 10:10:01
A minha filha estuda no Brigida na vila Jacy, ela ja me reclamou por varias vezes, que os meninos fica colocando apelido nela, eu orientei para ela não ficar brava se não o apelido pega.
Ela ja tem dez anos
 
JOSEMAR ALVES VIEIRA em 06/09/2012 10:08:51
Se fosse com meu filho, a conversa seria bem diferente, mas diferente mesmo.
Começaria com a coordenadora e depois com os país desses pequenos marginais.
 
Julio Martini em 06/09/2012 10:01:36
Tive um probleminha semelhante, mas no meu caso foi uma menina que mordeu meu filho, fui a direção, sugeri o uso de focinheira para a garota e nunca mais tive problemas, isso é claro, após ter explicado o que aconteceria se isso ocorresse novamente.
 
Jooa Aguilar em 06/09/2012 09:58:44
É uma pena ver noticias como essas, crianças se agredindo logo cedo, paresse que falta educação, mas não é só isso, existe um incentivo muito grande por meio das redes sociais, e midia. Outro dia dentro do onibus tinha 4 adolescente querendo se pegar no tapa. E ainda se gabam por tal falto, um filma com celular e põe no faccebook eles acham o maximo. Ridículo, pessam que estão abafando!!!!!!!!!!
 
jose carlos em 06/09/2012 09:53:41
concordo que os pais destas criancas devem ser o exemplo em educaçao...
hj os filhos deles batem apanha apagaram da policia...os pais destas criancas tem que ser analizada, passar por avaliaçao... absurdo!!!
 
MARIA HELENA FERREIRA DE SOUZA em 06/09/2012 09:14:17
Meus filhos já passaram por várias situações dessas na escola, inclusive com ferimento com estilete. A situação só amenizou quando eu mesma procurei a mãe da agressora na casa dela e relatei o fato, porque às vezes a escola chama os pais, conversam (quando os mesmos comparecem), e mesmo assim a situação persiste ou até piora. No meu caso, procurar os pais da menina funcionou.
 
Maria Raquel Vieira em 06/09/2012 08:55:31
MEU DEUS QUE ABSURDO, CRIANÇAS DE 7 E OITO ANOS , SE AGREDINDO.
NÃO É CULPA DOS PROFESSORES NÃO. E NEM DO ENSINO PÚBLICO, ISSO VEM DE CASA. NÃO SÃO OS PROFESSORES E A ESCOLA QUE VÃO ENDIREITAR ESSAS CRIANÇAS. OS PROFESSORES FAZEM A PARTE DELES, ENSINÁLOS, EDUCÁ-LOS CABE AOS PAIS.
 
ELIZABETE APARECIDA SILVA em 06/09/2012 08:54:54
Dona Maria de Lurdes,nao é obrigaçao dos pais cuidar das crianças no horario do intervalo.Todos que estao trabalhando dentro de uma escola tem suas obrigaçoes,e é de total responsabilidade da escola manter a integridade fisica das crianças em horario de aula ...
 
Angelita Dias Rodrigues em 06/09/2012 08:45:00
Essa funcionária da Escola deve ser afastada imediatamente e os professores, diretores, coordenadores devem verificar todas as reclamações que chegam até eles e devem acompanhar em particular estes casos, chamar os pais dos agressores, senão adiantar, tomar medidas com instituições de justiça.
 
Luis Almeida em 06/09/2012 08:31:43
olhem o nível das escolas públicas, e com essa nova lei de cotas, o governo praticamente nós obriga a sujeitar nossos filhos a esse lixo, se não quisermos ser explorados pelas universidades particulares que além de fracas são absurdamente caras e como quem estuda em colégio particular não tem direito a prouni e afins.... Enfim quem investe em educação nesse país é SEMPRE punido.
 
Roberto Inzagaki em 06/09/2012 08:10:04
bom dia, deve ter alguma coisa errada, crianças de 7 e 8 se agredindo e absurdo. maria de lurdes quanta amargura, estamos falando de pais humildes que precisao trabalhar.O ESTADO tem q melhorar a segurança.
 
angela martins coelho em 06/09/2012 08:08:02
isso q me indigna se um aluno esfaqueia um professor na hora todo mundo faz aquele alarme como foi o caso em uma escola no aero rancho, agora professore só reclamam mas não tem um pingo de senso em monitorar os aluno, simplesmente a função de professore e só escrever no quadro nada mais, educação dessa ninguém precisa com internter hoje em dia !!!!
 
Humberto oliveira bueno em 06/09/2012 08:05:49
Isso é um papel pro ativo da escola se esquivar desses problemas que acontecem dentro da escola? Afinal, que escola é essa que trata com pouco interesse esses acontecimentos de violencia, que poderão evoluir para coisa muito pior?
 
telassia de arruda em 06/09/2012 08:03:07
PRECISAMOS QUE EXIJIR DE NOSSO PREFEITO UMA ATITUDE PARA ESTA SITUAÇAO,QUANTAS CRIANÇAS VAI CONTINUAR SOFRENDO BULLINN,NAS ESCOLAS E NADA SERA FEITO ,NAO QUERO PASSAR POR ESTA SITUAÇAO NUNCA REZOTODOS OS DIAS .QUEM SABE DEUS NOS AJUDE POIS QUEM
DEVERIA CUIDAR ,NAO FAZ ISTO.
 
TANIA CRISTINA MACHADO PEREZ em 06/09/2012 08:01:30
EU SEI BEM COMO ESTA SITUAÇAO E COMPLICADA ,MEU FILHO TAMBEM PASSA POR ESTA SITUAÇAO NA ESCOL ONDE ESTUDA JA PERDI A CONTA DE QUANTAS VEZES RECLAMEI COM DIRETORES E CORDENADORES E NADA E FEITO COM OS OUTROS ALUNOS ,TAMBEM TENHO MEDO QUE UM DIA ISTO ACABE ACONTCENDO COM ELE .
PRECIZAMOS QUE ALGUEM FACA ALGUMA COISA POR NOSSOS FILHOS
TEMOS QUE MOSTRAR A REALIDADE,AO MUNDO E PEDIR SOCORRO .
 
TANIA CRISTINA MACHADO PEREZ em 06/09/2012 07:53:39
Posso lhes garantir que toda a equipe dessa escola é preparadíssima, afinal trabalhamos em equipe para educar os nossos alunos, portanto não façam julgamentos discrinatórios e sem embasamento algum.
Todos os funcionário são pessoas de bem e por conta de um equívoco todos serão crucificados!
 
Jakelyne de Freitas Ferreira em 06/09/2012 06:57:33
Sou professora da referida escola e acadêmica do curso de Direito, quero lembrá-los que calúnia, difamação e injúria cabe processo e pedido de indenização, antes de comentarem o que pensam, procurem saber o que realmente aconteceu, pois as notícias são sensacionalistas e tragédia hoje dá dinheiro, a população gosta de notícia ruím e não foi nada disso que aconteceu. Não há marca nenhuma no aluno.
 
Jakelyne de Freitas Ferreira em 06/09/2012 06:40:00
Conheço a criança, trata-se de uma familia indigena. Fiquei muito chocada quando a mãe me relatou o fato, ela tremia e quase não saia a fala. A escola NÃO informou a mãe do ocorrido quem o fez foi sua filha , irmã do garoto que apanhou, chegando lá não havia professores nem funcionários atendendo seu filho, apenas crianças ao seu redor e o garoto com falta de ar. Muito triste a situação! Lamentáv
 
Lea Ferreira em 06/09/2012 06:19:18
Na escola onde meu filho estuda hoje, aluno que briga, a direção solicita presença dos pais, se e um caso parecido a esse, eles pedem para ser transferido. Na hora da matricula eles ja falam as regras, quem não cumpre não fica la. Pais que conhecem bem as escolas de Campo Grande, com certeza sabe qual é, pois antes de fazer a matricula do meu filho fiz uma pesquisa. E FATO REAL.
 
Aparecida Romeiro em 06/09/2012 05:18:38
A criança precisa mesmo aprender a lidar com todas as situações e não terem pais que tirem delas o direito de "falar" e "ouvir"... Cada criança precisa ter sua autonomia... Isto é se 'DEFENDER"... Não é este o papel da Escola, formar CIDADÃOS????? Os pais precisam repensar seu papel, em?!!! Eu também tenho filhos e ensino a eles que devem saber se defender falando com quem devem falar.
 
Vanda Maria Santos Silva em 06/09/2012 04:37:41
As crianças precisam mesmo de um valor interno fortalecido... se defender diante de injustiças desde pequenas... falar o que sentem e pensam de tudo o que acontece em seu entorno... isto é CIDADANIA!!!!!! PARABÉNS COORDENADORA! QUERO MEU FILHO NUMA ESCOLA ASSIM!!!!!!
 
Sarah Pereira Lima em 06/09/2012 04:09:27
Aconteceu dentro da escola, é responsabilidade da escola. Mesmo depois da reclamação da mãe, funcionária da escola disse que a criança deveria aprender a se defender sozinha. Mãe, entra com pedido de reparação na Justiça que certamente vai ter causa ganha, por danos morais ou materiais, seu filho sofreu lesões físicas e emocionais. Chega de funcionários de repartições públicas darem uma de Juiz.
 
Lucas Vale em 05/09/2012 11:27:16
ACHO QUE ESSA COORDENADORA NÃO TEM ESTUDO, PRA FALAR UMA SELVAGERIA DESSA. VOLTA PRA FACULDADE. AS COISAS MUDARAM. PALMATÓRIA NÃO EXISTE MAIS. VM INVESTIGAR SED.
 
angela alencar em 05/09/2012 11:06:01
O problema são esses diretores mal preparados, nunca aparece nas escolas, deixa a desejar mesmo, prefiro o cargo indicado , assim ele trabalham mais e com dedicação, chega de eleição pra diretores
 
paulo cesar em 05/09/2012 11:01:41
um absurdo ...

ow..

 
willian nogueira em 05/09/2012 09:40:22
"Seu filho precisa aprender a se defender". Q absurdo! Animaizinhos desde crianças, imaginem q família esses meninos tem! Imaginem qdo adultos... a educação precisa de mais disciplina. Mas não adianta, com esses petistas na educação, vamos de mal a pior...
 
Bergo de Almeida em 05/09/2012 09:31:37
ACREDITO QUE AS ESCOLAS DEVERIAM TER INSPETORES DE ALUNOS PARA AJUDAR A CUIDAR NO HORARIO DE RECREIO,PORQUE 300 CRIANÇAS DE CADA TURNO SOLTAS NO PATIO COM APENAS AS 02 AGENTES DE LIMPEZAS PARA CUIDAR É MUITO POUCO OU TALVEZ ACABAR COM O RECREIO DE VEZ DAI SIM ACREDITO QUE ACABARIA COM AS BRIGAS NESSE HORARIO OU DIMINUIA.
'CRITICAR É FACIL QUERO VER PAIS VIREM NA ESCOLA SE OFERECER EM AJUDAR'
 
MARIA DE LOURDES DOS SANTOS em 05/09/2012 09:08:30
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions