A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

24/02/2016 07:50

Criança é torturada pelos tios em suposto ritual de magia negra

Viviane Oliveira
A criança deu entrada no hospital com várias queimaduras pelo corpo, braço quebrado, orelha machucada e com ferimento em um dos olhos.  (Foto: divulgação). A criança deu entrada no hospital com várias queimaduras pelo corpo, braço quebrado, orelha machucada e com ferimento em um dos olhos. (Foto: divulgação).

Criança de 4 anos está internada na Santa Casa de Campo Grande desde a noite de terça-feira (23) com um dos braços quebrados, ferimentos nos olhos, queimaduras no rosto e várias lesões pelo corpo. Conforme a Polícia Civil, o garoto era torturado pelos tios possivelmente em rituais de magia negra. Um casal está preso.

A conselheira tutelar Cassandra Szuberski contou que a criança vivia em um abrigo, foi reintegrada à família e estava sob a guarda dos tios. Uma equipe, composta por psicólogo e assistente social, que acompanhava o menino, identificou que havia uma situação grave e convenceu os tios a levá-lo até o hospital.

Na unidade, a criança foi atendida e logo constada a situação de tortura. A polícia e a equipe do Conselho Tutelar foram acionados.

Os tios da criança foram presos pela Polícia Militar e levados à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro. “A vítima não corre risco de morte, mas está muito machucada”, diz Cassandra.

A criança deu entrada na unidade com o rosto queimado, testículos machucados, unha arrancada, orelha inchada. Segundo a conselheiro, um vídeo que mostra a criança amarrada e sendo torturada foi encontrado no celular de uma das filhas do casal.

“O que fizeram com a criança foi tortura. Nunca tinha visto tamanha crueldade. Ontem, tive que tomar remédio para dormir”, lamenta a conselheira.

Segundo ela, a criança morava com a avó, mas foi entregue ao abrigo e depois reintegrada à família. Os tios ficaram com a guarda do menino.

Homem foge de briga, se envolve em acidente e acaba agredido por moradores
Flávio Guimarães Fernandes, 39 anos, foi confundido com ladrão e agredido por moradores após se envolver em acidente. O caso aconteceu na madrugada d...
Sesau e SES recolhem quase 10 toneladas de lixo no Jardim Noroeste
A ação de recolhimento de lixo realizada em casas e terrenos baldios no Jardim Noroeste - bairro localizado na regiões leste de Campo Grande - somou ...
Apae recebe doação de brinquedos da campanha Compartilhe o Natal
Foi iniciado nesta segunda-feira (11) a entrega de brinquedos arrecadados na campanha "Compartilhe o Natal", realizado pelo Ministério Público Estadu...


O que me revolta é o critério usado para reinserir esses indefesos no ambiente familiar, enquanto é tão moroso e rígido o processo de adoção. Famílias mais estruturas e saudáveis ficam anos tentando uma adoção, enquanto os conselhos tutelares entregam pra gente sem escrúpulo, simplesmente por ser da "família". Precisa acontecer o pior ou o inaceitável para vir a tona, mas me pergunto quantas crianças não vivem algo parecido com esse retorno às famílias q abandonaram, abusaram ou torturaram? Priorizar a adoção seria uma segunda chance decente pra essas crianças que nasceram desprovidas de amor, proteção e cuidado!!!
 
Elizangela Lima Franco Vicari em 24/02/2016 12:38:40
Sabe eu fico imaginando; tem tantas ONGs e grupos de todos os tipos nas redes sociais e inclusive algumas que cuidam de animais, que por sinal fazem excelentes trabalhos e também salvam vidas. Então, poderíamos criar um movimento de mobilização estadual e nacional para pedir a pena de Prisão Perpétua para crimes hediondos contra as crianças. Acho que os conselhos tutelares, a OAB, a Secretária de Ação Social, a Promotoria da infância e juventude, os clubes de serviços (Lions, Rotary e Maçonaria) enfim toda a sociedade organizada. Precisamos dar um basta nestas barbáries.
 
Ezequiel em 24/02/2016 09:22:04
MEUS DEUS HOJE QUANDO VI ESTA REPORTAGEM CHOREI POR ESTA CRIANÇA MAS A CULPA E DA JUSTIÇA QUE ENTREGA E NÃO VAI SE QUER VISITAR PELO MENOs UMA VEZ AO MÊS. ESTE É O TRABALHO DELES, MAS NÃO VÃO. SE ESTIVESSEM IDO NÃO TERIA SOFRIDO TAMANHA DOR. ESTOU INDIGNADA. VONTADE DE NUNCA MAIS LER NADA, ASSISTIR NADA. É UM MOSTRO. TOMARA QUE NÃO SOLTEM ESTES MOSTRO E SE A FILHA TINHA O VÍDEO E PQ ESTA METIDA TB.
INDIGNAÇÃO..........

E AGORA O QUE SERÁ DESTA CRIANÇA

 
sil em 24/02/2016 08:50:29
Covardes, é tudo que se pode dizer de pessoas como estas. Será que não foi feita uma analise criteriosa de situação psico-social destas criaturas? como se faz inserção social desta maneira? Alguém ou algum método falhou, tem que rever isso, pois, Campo Grande está infestada destas denominações malignas que fazem o mau a título de "purificação" de suas condutas... Depois, sobra para quem ficou vivo e/ou sequelado e seus entes queridos a árdua tarefa de reconstrução, isso se der tempo neh. Falo com amplo conhecimento de causa, pena que não posso apontar o dedo, uma pena mesmo.
 
TIJUANO em 24/02/2016 08:43:58
Constantemente, tenho postado comentários sobre as atrocidades que, principalmente no Mato Grosso Sul, certos monstros cometem contra crianças indefesas. Isto tem ocorrido porque estes vermes têm a certeza da impunidade ou que ser forem apenados será com penas muito leves. Entendo, que toda a sociedade deveria se organizar e exigir dos nossos representantes no congresso nacional (minúsculo mesmo) que se faça uma Lei com mais severidade, tipo Prisão Perpétua para todos crime perversos cometidos contra as crianças.
 
Ezequiel em 24/02/2016 08:41:46
Não entendo como puderam reintegrar a criança para a família, já pensou se essa criança tivesse morrido? Os tios vão ficar apenas presos? Daqui uns dias pagam a fiança e saem tranquilamente, como se nada tivesse acontecido. Uma pena exemplar deveria ser aplicada nesses casos, morte seria pouco para estercos como esses. Deveriam receber a lei do retorno, tortura todos os dias pelo resto da vida.
 
Ju em 24/02/2016 08:18:58
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions