A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

30/06/2011 18:39

Crianças internadas na pediatria da Santa Casa se divertem com festa junina

Viviane Oliveira

Ao todo 27 crianças participaram da festa

Marcos aproveitou para entrar na roda da quadrilha. (Fotos: Marcelo Victor)Marcos aproveitou para entrar na roda da quadrilha. (Fotos: Marcelo Victor)
Entusiasmadas as crianças não perdiam nem um detalhe da festa. Entusiasmadas as crianças não perdiam nem um detalhe da festa.

As 27 crianças internadas no 6º andar da pediatria da Santa Casa de Campo Grande tiveram uma surpresa hoje com uma festa junina. A festa foi no setor pediátrico, organizada por assistentes sociais, enfermeiros e pedagogas.

Participaram crianças de um mês até 11 anos de idade. Além da quadrilha teve refrigerante, cachorro quente, pipoca e bolo.

As crianças adoraram a festa, como é o caso de Françoyze Vitória Ferreira, 11 anos, internada há três dias no hospital. “Estou achando esta festa super legal”, disse.

A mãe, Silvane Ferreira de Azevedo, 31 anos, conta que é de Santo Antônio do Leverger (MT) e veio passar uns dias na casa da sogra em Campo Grande, quando a filha começou a passar mal.

“No inicio o médico achou que era meningite, mas graças a Deus não é. Segundo o médico é uma infecção intestinal causada por uma bactéria, disse.

Tem crianças que estão internadas no hospital há mais de 15 dias e não há previsão de quando vão ter alta.

Franciane Melo dos Santos, 27 anos, está com a filha, Mariana de um ano e dois meses internada por conta de uma pneumonia. “Hoje completa 15 dias que ela está internada e não tem prazo para sair”, lamenta a mãe.

De acordo com a assistente social, Eliane dos Passos, o hospital faz quatro festas por ano, na Páscoa, dias das mães, dia das crianças e Natal. “Esse é o segundo ano que fazemos a festa junina”. Segundo ela, as brincadeiras ajudam na recuperação das crianças. “Elas ficam muito felizes”.

Ericena Correia Valensuelo, 28 anos, mora em Aquidauna e acompanha o filho, Marcos de 10 anos, na quimioterapia. Mãe de dois mais dois adolescentes, ela disse que não sabe quando volta para casa.

“Meu filho tem três tumores malignos, um na cabeça, no fígado e no rim”. Marcos mesmo com o soro, dançou, brincou e se divertiu muito com a equipe da ONG esperança.

Apae recebe doação de brinquedos da campanha Compartilhe o Natal
Foi iniciado nesta segunda-feira (11) a entrega de brinquedos arrecadados na campanha "Compartilhe o Natal", realizado pelo Ministério Público Estadu...
Ação oferece serviço especial na UBSF do Tarumã nesta terça-feira
A UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Tarumã promove nesta terça-feira (12) diversas atividades voltadas para a promoção de saúde da populaç...
Prefeitura e Sebrae fazem estudo em lojas para revitalizar rua 14 de Julho
A prefeitura de Campo Grande a o Sebrae de Mato Grosso do Sul estão realizando na rua 14 de Julho, Centro da cidade, um estudo técnico em 230 lojas, ...


É isso que essas crianças precisam, parabéns a esses profissionais que proporcionaram esse evento . O amor, carinho e dedicação ajuda muito a enfrentar esse momento de dor que estão passando. Deus abençõe esses criancinhas.
Marisa Oliveira
 
Marisa Oliveira em 30/06/2011 07:42:13
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions