A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 15 de Outubro de 2019

02/07/2019 12:48

Crítica de abandono de bairros esquenta os ânimos na Câmara

Representantes de bairros da região do Coophasul, Marli e Vila Nasser sentiram-se atingidos por postagem de Vinícius Siqueira

Silvia Frias e Fernanda Palheta
Representantes dos bairros citados levaram cartazes contra vereador (Foto: Fernanda Palheta)Representantes dos bairros citados levaram cartazes contra vereador (Foto: Fernanda Palheta)

A publicação de vídeo do vereador Vinícius Siqueira (DEM) foi motivo de protesto e confusão na sessão de hoje na Câmara Municipal. Presidentes de bairros da região do Nasser ficaram revoltados com postagem entitulada “chega de abandono” do parlamentar sobre a área. Ainda teve princípio de briga, controlado por guardas municipais.

No sábado (20), o vereador citou bairros Coophasul, Santa Luzia e Marli, dizendo que estava “adotando” a região e pedindo para a população enviar reivindicações. Nas mais de 213 comentários, alguns moradores reclamaram que não havia abandono e, outros, aproveitaram a oportunidade e pediram asfaltamento, iluminação ou outras melhorias nos bairros.

Na sessão de hoje, presidentes dos bairros aproveitaram quando o vereador iria se pronunciar e levantaram cartazes com os dizeres “você não nos representa” e “não estamos órfãos”.

O presidente da Associação de Moradores do Coophasul, Ednaldo Nogueira, negou que o bairro estivesse abandonado e reclamou do “timing” do vereador. Segundo ele, Siqueira nunca fez indicação para a região (sugestão ao Executivo de alguma melhoria). “Agora ele chega aqui em época de eleição e diz que está abandonada”.

Já o presidente da Associação dos Moradores da Vila Nasser, Rodrigo do Portão, reclamou sobre outra postagem, em que o vereador critica doação de área para escola de samba e pontua sujeira e mato alto como principais problemas.

Em sua defesa, o vereador disse que as pessoas deviam estar felizes “de ver um parlamentar voltando os olhos para a região”, a terceira maior da cidade.

Briga – a discussão manteve-se polida durante a sessão, mas quase acabou em pancadaria na saída dos seis ou sete representantes da região que estavam na Câmara.

Um homem, não identificado, aproximou-se deles, quando desciam a escada lateral, e começou a fazer gravação, questionando o motivo de irem embora antes do fim dos trabalhos e que só foram lá para provocar e causar confusão.

A provocação deu certo e a discussão começou a ficar mais acalorada e foi preciso a intervenção de quatro guardas municipais. O celular foi retirado da mão do rapaz e ele foi levado de volta para a parte interna da Câmara, para dispersar a confusão.

Após lançar maconha na Máxima, dupla é perseguida e presa pela polícia
Dois homens, de 27 e 29 anos, foram presos nesta segunda-feira (14) após jogarem tabletes de maconha por cima do muro do presídio de segurança máxima...
Adolescente de 16 anos é apreendido com 95 papelotes de droga no Tiradentes
Um adolescente, de apenas 16 anos, foi preso ao ser flagrado com 95 papelotes de cocaína no Bairro Tiradentes, em Campo Grande. Os policiais civis d...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions