A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

27/06/2012 20:05

De farol a parabrisa, erosão na Norte-Sul vira depósito de peças de carro

Paula Maciulevicius

Vizinhança confirma que há pelo menos 20 dias o buraco aberto pela erosão tem servido também de depósito de peças de automóveis

Faróis, calotas, retrovisores e até parabrisa já foi parar no buraco aberto pela erosão. (Foto: Rodrigo Pazinato)Faróis, calotas, retrovisores e até parabrisa já foi parar no buraco aberto pela erosão. (Foto: Rodrigo Pazinato)
Comerciante admite que já pegou peças boas o que reforça tese de que o descarte seria de concessionárias ou seguradoras. (Foto: Rodrigo Pazinato)Comerciante admite que já pegou peças boas o que reforça tese de que o descarte seria de concessionárias ou seguradoras. (Foto: Rodrigo Pazinato)

Como se já não bastasse o buraco aberto pela erosão próximo ao córrego na avenida Norte-Sul, que por si só já é problema, a população tem agravado a situação. Relatos da vizinhança confirmam que há pelo menos 20 dias o buraco tem servido também de depósito de peças de automóveis.

Faróis, calotas, retrovisores e até parabrisa de carro foi parar lá. A pergunta que fica na cabeça dos moradores e comerciantes da região é: como? O segurança de uma empresa próxima Adner Gonçalves diz que observou o despejo há 15 dias.

“Eles jogam aí a noite. Quando a gente vê de dia, já está tudo ali e tem gente que passa e pega”, relata. O funcionário acredita que o descarte possa ser feito por alguma retífica, já que a região é tomada delas.

O “lixo” depositado ali chama atenção. Por se tratar de uma via movimentada e pela proporção do estrago da erosão, o descarte indevido pode apresentar riscos. A fita grudada a duas placas alertando para a abertura do asfalto está próxima de pedir auxílio de outro aviso: de proibido jogar lixo.

Comerciante na região, Radu de Souza tem uma oficina, ao Campo Grande News relata que desde que mudou para a região, há cerca de um mês, acompanha o lixo, quase aproveitável crescendo. “São peças seguradas, acho que vem de alguma concessionária. Tem coisa boa ali, então se trinca alguma coisa no carro, eles já trocam e acho que estão jogando ali”, comenta.

O vizinho, revende peças de automóveis e confessa que já pegou calotas, parte do material descartado no buraco. Hélio da Cruz, assim como os demais, argumenta que o serviço deve ser feito à noite, porque se fosse durante o dia todo mundo ali enxergaria.

“Tudo bem que pode até não ter lugar pra jogar, mas ali é que não é. Esses dias eu estava comentando com um funcionário que estava varrendo ali e ele disse como é que esperam que vá arrumar jogando isso? Tem que aterrar ali e vai aterrar com essas coisas dentro?” relembra. Ele também acredita que seja de seguradora ou de uma oficina pelo bom estado das peças.

“Tem coisa boa ali, eu acho que já jogaram umas três vezes, peguei umas calotas da última vez”, diz.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions