A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

06/10/2015 17:01

De folga, mulher bombeiro tem atitude "heroica" e controla fogo em van

Alan Diógenes e Raiza Calixto
Bombeiros conversam com o condutor da van, que ficou com o motor destruída. (Foto: Fernando Antunes)Bombeiros conversam com o condutor da van, que ficou com o motor destruída. (Foto: Fernando Antunes)
Bombeiro há 7 anos, Anelise não pensou duas vezes em combater o incêndio. (Foto: Fernando Antunes)Bombeiro há 7 anos, Anelise não pensou duas vezes em combater o incêndio. (Foto: Fernando Antunes)

Uma bombeiro da região sul do país teve uma atitude “heroica”, nesta tarde, ao conseguir impedir que uma van fosse destruída pelo fogo, por volta das 16h, na Avenida Eduardo Elias Zarhan, próximo a loja de motocicletas Caiobá, em Campo Grande. Para combater as chamas, ela utilizou um extintor de água, que encontrou em uma oficina.

O condutor do van, carregada com produtos cosméticos, José Rafael Constatino Sanches, 20 anos, trafegava pela avenida quando o motor começou a pegar fogo. Ele subiu em cima da calçada com o veículo, pegou o extintor e tentou apagar as chamas, mas não conseguiu.

Neste momento, comerciantes da região tentaram o ajudar utilizando vários extintores pequenos, mas também não tiveram sucesso em combater o incêndio. A bombeiro Anelise Neuls Trindade, 25, passou pelo local e viu a situação. Rapidamente ela retirou o extintor de seu veículo e tentou apagar o fogo.

Como não conseguiu foi até uma oficina e pegou um extintor grande de água. Só assim as chamas foram apagadas. “Foi gratificante para mim, jamais deixaria de ajudar”, comentou Anelise.

Atuando como bombeiro há 7 anos no sul do país, ela disse que tem amor à profissão, inclusive tatuou o símbolo do Corpo de Bombeiros no ombro. Anelise veio à Capital visitar o marido que trabalha na cidade como policial civil.

Já José, que conduzia a van, é do Estado de São Paulo e estava na cidade há 15 dias trabalhando. Ele é motorista profissional há um ano, tinha vindo do Paraná e mencionou que nunca possou por esta situação.

O mecânico Patrick Silva Lopes, 29, foi uma das pessoas que tentaram combater o fogo. Ele contou que já presenciou fatos semelhantes outras vezes. “Ajudo porque se fosse eu no lugar do rapaz gostaria que fizessem o mesmo por mim”, finalizou.

O trânsito no local ficou lento devido ao incidente, principalmente por ser horário de pico, onde o fluxo de veículos é maior na avenida.

Confundido com ladrão, homem causa acidente e acaba agredido
Flávio Guimarães Fernandes, 39 anos, foi confundido com ladrão e agredido por moradores após se envolver em acidente. O caso aconteceu na madrugada d...
Sesau e SES recolhem quase 10 toneladas de lixo no Jardim Noroeste
A ação de recolhimento de lixo realizada em casas e terrenos baldios no Jardim Noroeste - bairro localizado na regiões leste de Campo Grande - somou ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions