A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

25/11/2011 12:51

De olho nos assaltos, PM vai colocar 300 policiais nas ruas neste fim de ano

Aline dos Santos

Plano de segurança foi apresentado aos comerciantes nesta sexta-feira

No Centro, plano prevê serão mais 237 policiais. (Foto: Pedro Peralta) No Centro, plano prevê serão mais 237 policiais. (Foto: Pedro Peralta)

A PM (Polícia Militar) vai colocar mais 300 policiais nas ruas de Campo Grande para coibir assaltos e furtos, crimes típicos de final de ano, quando clientes endinheirados vão às compras.

A operação começa no próximo dia primeiro de dezembro e vai até cinco de janeiro. Além do Centro, que terá mais 237 policiais, o reforço no efetivo vai chegar aos corredores comerciais dos bairros.

“Vamos dar a segurança que todos precisam neste período do ano, quando aumenta a circulação de dinheiro. No dia primeiro, terá o lançamento da campanha de segurança dos comerciantes. Será distribuída uma cartilha com dicas de segurança sobre estacionamentos dos veículos, disposição de produtos nas prateleiras”, afirma o comandante da PM, coronel Carlos Alberto David dos Santos.

Nesta sexta-feira, o plano de segurança foi apresentado aos comerciantes em reunião na ACICG (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande). Para o fim de ano, a expectativa do setor é aumentar as vendas em até 4,5%.

De acordo com comandante do Policiamento Metropolitano, coronel Sebastião Henrique Bueno, do efetivo de policiais que atuarão no Centro, atendido pelo 1º BPM (Batalhão da Polícia Militar), 150 farão o policiamento a pé. Nas rondas também serão utilizadas cinco viaturas e oito motocicletas.

Já os 9º e 10º batalhões - que atendem, respectivamente, das regiões do Segredo, Prosa, Anhanduí e Bandeira – terão reforço de 80 policiais. O efetivo será ampliado com alunos do Cefap (Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças) e policiais do setor administrativo.

O plano inclui blitz diárias de trânsito, tendo como alvo principal as motocicletas. “Um grande número de assaltos é feito por motociclistas”, enfatiza o coronel Bueno.

Além da área central - Calógeras, 26 de Agosto, Rui Barbosa e Mato Grosso – o policiamento será ampliado em pontos que concentram grande comércio e circulação de pessoas, como as rua Euclides da Cunha, Joaquim Murtinho, Vitório Zeola e Rio Grande do Sul.

O reforço também chega aos bairros, como Nova Lima, Tiradentes, Moreninhas e às avenidas que concentram agências bancárias: Eduardo Elias Zahran e Coronel Antonino. Além da Orla Morena.

Pedidos – Os comerciantes pediram à PM atenção especial, no período noturno, ao cruzamento da Afonso Pena com a rua Rui Barbosa. “Fomos assaltados no dia 14, às 20h38. É uma região que tem duas farmácias que funcionam 24 horas, caixa eletrônico”, relata Nelson Fraide, dono da Drogaria Alvorada.

Já o comerciante Paulo de Matos Pinheiro cobrou a reativação do posto da PM na Coronel Antonino. “É uma região com muitos bancos. Circulam por lá entre 8 e 10 mil pessoas diariamente. Na minha loja passam mais de 150 pessoas por dia”, justifica Paulo de Matos Pinheiro, proprietário de uma loja de embalagens e material de limpeza.

Presidente do Conselho de Segurança do Centro, Adelaido Luiz Vila afirma que vai discutir com a Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) um esquema especial que inclua a Polícia Civil. Segundo ele, levantamento do conselho, feito nos últimos dois meses, mostra que a maior incidência de furtos é na avenida Calógeras com a 14 de Julho.

Representando a CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas), o comerciante João Carlos Polidoro destacou a ação policial após furto na sua loja. “Rapidamente prenderam os três bandidos”.

O presidente da ACCIG, Omar Aukar, pediu que os comerciantes colaborem com os policiais. “Nessa época, o calor chega a 34ºC, 35ºC. Vamos receber bem, oferecer um copo de água, um suco. Vamos fazer a nossa parte”, salienta.

Mapa mostra locais de reforço no policiamento. (Reprodução/Fonte:PM)Mapa mostra locais de reforço no policiamento. (Reprodução/Fonte:PM)
Abstenção em concurso da Câmara Municipal da Capital passa dos 30%
O domingo (17) foi de provas para milhares de campo-grandenses, tanto na manhã como no período da tarde, no concurso da Câmara Municipal, que segundo...
Com forte dores, mulher reclama de falta de atendimento em UPA
Mesmo apresentando fortes dores e inchaço na região do estômago, sem conseguir comer a três dias, uma mulher que procurou atendimento na UPA (Unidade...
Problema rotineiro, chuva causa alagamentos no bairro Cidade Morena
A chuva que atingiu Campo Grande no fim da tarde deste domingo (17) causou vários problemas à população, desde alagamentos a problemas estruturais em...


A prefeitura poderia também contribuir com a guarda municipal.
 
WELLINGTON MEDEIROS em 25/11/2011 06:44:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions