A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

12/05/2011 12:25

Decon interdita fábrica de geléia de mocotó em Campo Grande

Francisco Júnior

Fábrica funcionava no Jardim Canadá

Produtos são comercializados em redes de supermercados da Capital (Foto: Simão Nogueira)Produtos são comercializados em redes de supermercados da Capital (Foto: Simão Nogueira)

Policiais da Decon (Delegacia Especializada na Repressão aos Crimes Contra a Relação de Consumo) fecharam na manhã desta quinta-feira uma fábrica clandestina de geléia de mocotó localizada na rua Presidente Nilo Peçanha, no Jardim Canadá, região do grande Santo Amaro, em Campo Grande.

No local, era fabricada a geléia “100% Mocotó Mineira”, que segundo a polícia, é comercializada em várias redes de supermercado da Capital.

Os policiais foram acionados por fiscais da vigilância sanitária do município depois que tentaram, por inúmeras vezes, fazer uma vistoria na fábrica.

“Quando os fiscais chegavam aqui sempre eram abordados pelo proprietário, que pedia para eles voltarem depois e, nesse período, maquiavam o lugar para a vistoria dos fiscais”, informou o delegado Adriano Garcia.

Conforme o delegado, o proprietário, José Amilcar de Freitas Moura, 60 anos, não apresentou os documentos sanitários exigidos para este tipo de estabelecimento, bem como para a fabricação, comercialização e armazenamento. “As condições de higiene são péssimas”, declarou o delegado.

Os policiais apreenderam dentro da fábrica grande quantidade de geléia, já pronta para a comercialização, e pés de boi de onde é extraído o mocotó, principal matéria-prima para a fabricação do doce. Conforme o delegado, todos os produtos estavam armazenados de maneira irregular.

Os fiscais da vigilância irão recolher a geléia das prateleiras dos supermercados.

Local onde era produzida geléia. (Foto: Simão Nogueira)Local onde era produzida geléia. (Foto: Simão Nogueira)

Na embalagem do produto consta um registro da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que a polícia, acredita ser falso. Nem o SIM (Selo de Inspeção Municipal) a empresa possui. O CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Juridica) está no nome da mulher do proprietário, Adriana Cristina Benadelli.

Os policiais ao entraram na fábrica ficaram surpresos com o tamanho da caldeira utilizada na preparação da geléia. De acordo com o delegado, ela corre o risco de explodir e não poderia estar naquele local.

O proprietário da fábrica foi autuado pelos crimes contra relação de consumo e ambiental, já que os policiais encontraram no local uma motosserra, e ele não apresentou a documentação do equipamento.

“Isso aqui é perseguição. Estão vendo que a empresa está crescendo e fazem isso. Vou abrir uma fábrica em São Paulo e vender a geléia aqui”, disse o proprietário.

José Amilcar afirmou que desde 1987 trabalha com este tipo de produto e o seu registro foi publicado no Diário Oficial. Ele será multado e a fábrica lacrada pela vigilância.

Alimento aprrendido pela Decon. (Foto: Simão Nogueira)Alimento aprrendido pela Decon. (Foto: Simão Nogueira)
Fiscais da vigilância irão recolher a geléia da prateleira dos supermercados. (Foto: Simão Nogueira)Fiscais da vigilância irão recolher a geléia da prateleira dos supermercados. (Foto: Simão Nogueira)
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...
Crianças do Vespasiano Martins recebem Papai Noel e ganham presentes
As crianças do loteamento Vespasiano Martins, na periferia de Campo Grande, receberam a visita especial do Papai Noel neste sábado (16). Foram distri...


Pedro Marques se morrem tantos assim porque os peões de fazenda crianças, mulheres pessoas que fazem os seus alimentos doces e tudo mais não morrem; e no entanto vivem mais e muito mais conheço muitas pessoas de fazenda de 80,93 anos e fortes lidando com gado. Sabe o que é isso, povo fresco, pode ter certeza que essa geléia é muito melhor doque uma geléia que vem de uma fabrica que o produtor ainda coloca produtos artificiais só pra da gosto.asoksaokakas. vem me fala que as pessoas passam mal e não sabe porque..hahaha. isso é frescura rapaz.
 
Jose Leonardo em 13/05/2011 08:24:26
talvés c ele fosse orientado pelo cebrai ele teria tido a opurtunidade de reglarizar seu produto.o q não pode ser feito é tirar seu ganha pão..e agora o q ele vai fazer virar bandido...porq não dão a oportunidade para ele c regularizar..não preciza fazer terorismo com quem trabalha..basta dar oportunidade..cadê o amor pela as pessoas.. cadê a paz..será que não houve abuso d poder.....
 
Odair Alves Teixeira em 13/05/2011 07:59:21
Olha José , volta para fazenda comer o vc está acostumado, aqui na cidade queremos qualidade e limpeza.
 
Juarez Souza em 13/05/2011 07:58:43
Orientado foi, já cansei de receber a vigilancia em meu estabelecimento, sempre recebi prazo.

Agora de acordo com a reportagem e com os vizinhos a pessoa não é flor que se cheire mesmo.

Vai morar do lado de uma fábrica dessas para ver o cheiro que é.
Ele não é melhor que ninguem a Lei é para todos, ficar reclamendo quando a policia trabalha é típico de brasileirinho. Não sabe o que quer.
 
Carlos Antonio em 13/05/2011 07:57:29
nossa é dificil de acreditar a galéra de Rochedo adora essa geléia é uma delícia ja tive o prazer de degustar impressionante.
 
rosano freitas em 13/05/2011 07:02:35
Entao pessoal, a vigilancia provavelmente deve ter feito as açoes educativas para a menlhoria das BPF mas de repente o proprietario nao acreditou nos problemas sanitarios que ele estava expondo a população, entao nao teve jeito fecha mesmo! Infelizmente muitos alimentos sao produzido em péssimas condiçoes e por sorte nao ficamos sempre doentes né, o que nao podemos é achar que isso ( falta de higiene) é normal né...
abços
 
Janaina Evaristo em 12/05/2011 11:27:39
Crime contra as relações de consumo? Onde fica o código penal? Isto é crime contra a saúde pública!

Pessoas morrem, principalmente idosos e crianças por conta de "impresários" como este.
 
Pedro Marques Assis em 12/05/2011 08:02:01
O brasileio é assim...."já comi e nunca me aconteceu nada", simplesmente mostra o quanto as pessoas desconhecem sobre alimentos...vive com diarréia, com dor de cabeça, e o clinico não sabe o que é....quando tem uns 60 anos o corpo tá pobre e não sabe o motivo...
 
Antonio Carlos em 12/05/2011 07:59:52
ai viu.. agora o cara vai abrir lá em sampa e clandestina por clandestina vai ficar caro aqui.. Eita ferro... E vai continuar não sendo mineira.. eita pega !! Pior que é boa mesmo .. vou comprar uns lotes para revender isso sim.. ENQUANTO UNS CHORAM, OUTROS VENDEM LENÇO..
 
rafael moreira em 12/05/2011 07:31:20
A Rosangela Alves tava comendo e não sabia que era caseira saokpasopasop fabricada em casa mesmo ou pequena empresa, as melhores coisas são aquelas caseiras sem produtos químicos, tomara que esse senhor volte a fazer essa geléia porque é muito boa.
Vo compra mais antes que tirem dos mercados.
 
Jose Leonardo em 12/05/2011 05:29:50
QUALQUER PREPARAÇÃO DE ALIMENTOS TEM QUE TER MUITA HIGIENE E RESPONSABILIDADE...PARABENS PELA AÇÃO DOS POLICIAIS DO DECON UNIDOS TEREMOS UM MUNDO COM QUALIDADE...
 
Rosangela Alves de Matos em 12/05/2011 04:39:35
Eu já comi esta marca de geléia, e a danada é gostosa,rssss
 
artur junior em 12/05/2011 04:32:26
Não sei se os fiscais seguiram todos os rituais necessários, contudo, em primeira mão o proprietário deveria ser orientado a regularização de sua empresa e como seguir os procedimentos higienicos/sanitários, pois não é fácil se fabricar geléia de mocotó e essas oriundas das grandes fábricas, seu conteúdo é uma mistura de qualquer coisa com sabor artificial.
 
Juarez Mendes em 12/05/2011 02:05:22
O produto dele tem "registro" , como???? isto é um absurdo = fraude.O Ministério da Saúde não registra alimentos, só remédios e cosméticos.
 
Roberto Assef Filho em 12/05/2011 01:18:26
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions