A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

31/07/2015 23:45

Defensoria e Sesau criam medidas para reduzir ações judiciais de saúde

Juliana Brum
Dentro de quarenta dias voltarão a se reunir ( Foto - Assessoria de Imprensa Defensoria Pública)Dentro de quarenta dias voltarão a se reunir ( Foto - Assessoria de Imprensa Defensoria Pública)

Membros da Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul junto com a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande) se reuniram na manhã desta sexta-feira, (31) para discutir novas propostas para reduzir o alto índice de ações judiciais, por conta de problemas na prestação de serviços médicos. Antes de fevereiro, eram 500 ações na Justiça, agora, o número chega a mil. 

Duas enfermeiras foram colocadas pela Sesau, no prédio da Defensoria Pública, para mediar os atendimentos, agilizar consultas, medicamentos, próteses e cirurgias. A ação, fruto da parceria entre as instituições, conseguiu resolver 46% dos casos. Porém, as demandas judiciais voltaram a crescer.  

Foram apresentadas algumas propostas pela Defensoria como o aumento de remédios que estão sendo comuns às solicitações, além da inclusão destes na lista de remédios do SUS. Outra ideia foi a fabricação de fraldas na própria secretaria, para que possam oferecer em grande escala. A falta de fraldas é um grande motivador de ações contra a secretaria. 

O Defensor Público Fabrício Cedro Dias de Aquino, destacou que situações como a questão das fraldas, que estavam sendo judicializadas, poderiam ser resolvidas no próprio local através das enfermeiras. Também estiveram na reunião, os defensores públicos Hiram Nascimento Cabrita de Santana, Regina Célia Rodrigues Magro e Amarildo Cabral. As profissionais da saúde da Sesau, designadas para atuar na Unidade Centro da Defensoria Pública, Lívia Lya Souza Rodrigues, Tatyana Weber Leite e Mayara Mota também estiveram na reunião. 

Representando a Sesau, o assessor Virgílio Gonçalves de Souza Júnior afirmou que a Defensoria Pública é um termômetro do trabalho da própria Secretaria.

A área da Saúde é uma das maiores demandas da Defensoria Pública do Estado que precisam de consultas, exames ou cirurgias.

Uma nova reunião entre as entidades será realizada dentro de 40 dias para a Secretaria de Saúde apresentar uma resposta às sugestões da Defensoria Pública. 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions