A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 24 de Outubro de 2018

27/09/2018 11:49

Delegado vê 50% de chances de que curto circuito causou incêndio com morte

Menina de 3 anos, não resistiu ao ferimentos e morreu em um dos quartos da casa

Danielle Valentim
A perícia foi acionada e após os primeiros levantamentos, o delegado Antenor se limitou em dizer 50% foi pane elétrica. (Foto: Simão Nogueira)A perícia foi acionada e após os primeiros levantamentos, o delegado Antenor se limitou em dizer "50% foi pane elétrica". (Foto: Simão Nogueira)

O incêndio que destruiu parte de uma residência e matou uma criança de 3 anos, na manhã desta quinta-feira (27), no Bairro Center Park pode ter sido causado por um curto circuito, conforme a primeira análise da perícia. Outras hipóteses também foram levantadas no local, e segundo o delegado Antenor Batista da Silva Junior, da 2ª Delegacia de Polícia Civil serão investigadas.

Na casa estavam, a pastora Rosemeire Aparecida, sua filha Roseimeire Vida Alves, de 11 anos, a amiga Patrícia Ximenes de Araújo e Nicole de Araújo, de 3 anos, que não resistiu aos ferimentos e faleceu no local. O fogo começou na sala, segundo o Corpo de Bombeiros, por volta das 7h30.

A perícia foi acionada e após os primeiros levantamentos, o delegado Antenor se limitou em dizer "que
dilgências ainda estão sendo feitas, mas está meio a meio, para um curto circuito".

O socorro - Logo após o socorro Nicole, equipe do Samu (Serviço Móvel de Urgência) tentou reanimá-la, mas ela não resitiu aos ferimentos emorreu no local. A pastora, a outra menina de 11 anos e Patrícia Ximenes ficaram feridas e foram levadas para a Santa Casa de Campo Grande.

Patrícia teve 15% do corpo queimado, principalmente no rosto. A mulher estava dormindo na casa da pastora para auxiliá-la após uma cirurgia. 

O socorro de Nicole foi feito pelo sargento do Corpo de Bombeiros Teodolo Pádua Sobrinho, que em tom emocionado, contou que, assim que soube que havia uma criança ferida, entrou na casa sem equipamento para tentar salvá-la. No entanto, a menina foi encontrada inconsciente ao lado de uma cama.

Vizinho da casa, o corretor de imóveis Silvio Hakawa pulou o muro para tentar ajudar. “Quando pulei e estourei o cadeado do portão, a mãe gritava desesperada, que a criança ainda estava dentro da casa. Como o fogo estava muito alto, não conseguimos entrar”, lamenta.

A criança de três anos teria ido de um quatro para o outro na tentativa de se proteger, por isso os militares tiveram dificuldade em encontrá-la. A residência ficou parcialmente destruída. O incêndio se concentrou, principalmente, em dois dos três quartos e na sala de televisão. A casa segundo os Bombeiros estava sem energia e um fio de "gato" foi localizado no local. Um vela também foi encontrada na sala.

A família - O irmão da pastora, o churrasqueiro Otávio Teixeira chegou ao local bastante abalado. Questionando as causas do acidente, revelou que a irmã tem sofrido ameaças do ex-marido, um professor que não teve o nome revelado.

Segundo Otávio, o ex-marido da irmã é o dono da casa e após a separação cortou a energia de propósito. "Minha irmã está nessa situação por causa dele. Ele tem judiado dela. Ele já agrediu minha irmã e respondia na Maria da Penha", revelou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions