A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Setembro de 2017

09/08/2017 17:31

Demitidos da Omep e da Seleta vão receber rescisões em 6 parcelas

Adriano Fernandes e Anahi Gurgel
Plenário lotado durante audiência de conciliação, nesta tarde (09). (Foto: Anahi Gurgel) Plenário lotado durante audiência de conciliação, nesta tarde (09). (Foto: Anahi Gurgel)

A Prefeitura de Campo Grande se comprometeu a pagar até esta sexta-feira (11), os valores referentes aos salários atrasados dos funcionários terceirizados da Omep (Organização Mundial para Educação Pré-Escolar) e Seleta (Seleta Sociedade Caritativa e Humanitária), demitidos no mês de julho deste ano. No total, o montante inicial é de R$ 2,6 milhões. O restante do pagamento das verbas rescisórias dos funcionários, alvo de impasse há meses, também será pago em parcelas de R$ 2 milhões, depositadas no dia 22 de cada mês até a quitação da divida da prefeitura, em janeiro de 2018. 

“Foi o consenso possível a ser acordado entre a prefeitura e esses trabalhadores que estavam nesta situação indefinida, há meses”, comentou o juiz Renato Luiz Myasato de Farias da 7ª Vara do Trabalho, durante audiência esta tarde (09) no Fórum Trabalhista Senador Ramez Tabet.

No total, chega a R$ 25 milhões o valor da dívida com os ex-servidores. O valor é referente aos acertos trabalhistas, FGTS, seguro desemprego, mas não inclui certas multas trabalhistas que variam de um servidor para outro.

“Mas que irão para julgamento em sentença e serão analisadas conforme o argumento das partes” completou o juiz.

Ainda de acordo com a proposta aceita pela categoria, será dada prioridade às recisões de menos valor, de até 3 mil reais para, em seguida, ser dado prosseguimento aos pagamentos acima deste montante.

“Vamos acompanhar todo esse processo de pagamento até o último centavo (em janeiro), porque é uma responsabilidade do empregador monitorar esses depósitos para que não aja nenhuma falha no pagamento”, comentou o advogado da Seleta, Laudson Ortiz.

Durante a audiência desta tarde estiveram presentes também os próprios funcionários, representantes do sindicato da categoria, o procurador do município Alexandre Avalos e secretario municipal de finanças, Pedro Pedrossian Neto e o prefeito Marquinhos Trad (PSD).

“Quero agradecer o empenho de todos os envolvidos e destacar que nossa gestão não vai dar calote em ninguém. Vamos pagar todas as nossas contas”, comentou Marquihos.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions