A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2018

09/08/2017 17:31

Demitidos da Omep e da Seleta vão receber rescisões em 6 parcelas

Adriano Fernandes e Anahi Gurgel
Plenário lotado durante audiência de conciliação, nesta tarde (09). (Foto: Anahi Gurgel) Plenário lotado durante audiência de conciliação, nesta tarde (09). (Foto: Anahi Gurgel)

A Prefeitura de Campo Grande se comprometeu a pagar até esta sexta-feira (11), os valores referentes aos salários atrasados dos funcionários terceirizados da Omep (Organização Mundial para Educação Pré-Escolar) e Seleta (Seleta Sociedade Caritativa e Humanitária), demitidos no mês de julho deste ano. No total, o montante inicial é de R$ 2,6 milhões. O restante do pagamento das verbas rescisórias dos funcionários, alvo de impasse há meses, também será pago em parcelas de R$ 2 milhões, depositadas no dia 22 de cada mês até a quitação da divida da prefeitura, em janeiro de 2018. 

“Foi o consenso possível a ser acordado entre a prefeitura e esses trabalhadores que estavam nesta situação indefinida, há meses”, comentou o juiz Renato Luiz Myasato de Farias da 7ª Vara do Trabalho, durante audiência esta tarde (09) no Fórum Trabalhista Senador Ramez Tabet.

No total, chega a R$ 25 milhões o valor da dívida com os ex-servidores. O valor é referente aos acertos trabalhistas, FGTS, seguro desemprego, mas não inclui certas multas trabalhistas que variam de um servidor para outro.

“Mas que irão para julgamento em sentença e serão analisadas conforme o argumento das partes” completou o juiz.

Ainda de acordo com a proposta aceita pela categoria, será dada prioridade às recisões de menos valor, de até 3 mil reais para, em seguida, ser dado prosseguimento aos pagamentos acima deste montante.

“Vamos acompanhar todo esse processo de pagamento até o último centavo (em janeiro), porque é uma responsabilidade do empregador monitorar esses depósitos para que não aja nenhuma falha no pagamento”, comentou o advogado da Seleta, Laudson Ortiz.

Durante a audiência desta tarde estiveram presentes também os próprios funcionários, representantes do sindicato da categoria, o procurador do município Alexandre Avalos e secretario municipal de finanças, Pedro Pedrossian Neto e o prefeito Marquinhos Trad (PSD).

“Quero agradecer o empenho de todos os envolvidos e destacar que nossa gestão não vai dar calote em ninguém. Vamos pagar todas as nossas contas”, comentou Marquihos.

Homem morre após ser baleado por rua do Jardim Monte Alegre
Homem, ainda não identificado, morreu depois de ser baleado pela Rua Padre Julião Urquiza, no Jardim Monte Alegre, região sul de Campo Grande. O crim...
Homem é preso com R$ 100 mil de contrabando em shopping
Um homem foi preso pela PRF (Polícia Rodoviária Federal), esta tarde (22), no Estacionamento do Shopping Bosque dos Ipês, transportando carga avaliad...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions