ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEGUNDA  01    CAMPO GRANDE 19º

Capital

Depois de mais de uma hora, bombeiros retiraram pedreiro soterrado de fossa

Segundo familiares, era o primeiro dia de trabalho do rapaz, de 29 anos, na obra. Ele foi retirado e levado para a Santa Casa

Por Geisy Garnes e Aletheya Alves | 08/04/2020 18:11
Resgate demorou mais de uma hora e mobilizou várias equpes do Corpo de Bombeiros (Foto: Marcos Maluf)
Resgate demorou mais de uma hora e mobilizou várias equpes do Corpo de Bombeiros (Foto: Marcos Maluf)

O pedreiro soterrado no Jardim Panorama, na tarde esta quarta-feira (8), foi retirado da fossa por militares do Corpo de Bombeiros após mais de uma hora de resgate. Segundo familiares, era o primeiro dia de trabalho do rapaz, de 29 anos, na obra que acontecia em um conjunto de quitinete.

Ao Campo Grande News, o tenente Paulo Cordeiro explicou que a vítima estava cavando a fossa quando parte da parede, que estavam com água, desmoronou. Com isso, o barro “foi para cima” do rapaz, que acabou soterrado. Ele ficou com parte do corpo preso a cerca de três metros de profundidade.

Segundo o tenente, assim que a equipes chegaram ao local, avaliaram a situação. Viram que o homem realmente estava soterrado, mas que o barro não havia atingido o pulmão, por isso ele respirava sem dificuldade. Em seguida, analisaram se buraco estava parcialmente estabilizado e só então começaram o resgate.

Bombeiro durante resgate de trabalhador.
Bombeiro durante resgate de trabalhador.

Primeiro foi um tripé montado e um cinto amarrado no peito do pedreiro, para garantir a segurança dele e assegurar uma maneira para ele ser puxado caso uma nova parte da fossa desmoronasse. Depois os militares retiraram a água do buraco com baldes. Para auxiliar no processo, instalaram uma motobomba.

Durante todo o momento, os bombeiros precisaram estabilizar a parede da fossa. Equipamentos de mergulho também foram levados para o local. Segundo o tenente, eles só seriam usados se a vítima permanecesse por mais tempo na fossa.

Depois de mais de uma hora, o rapaz foi retirado e socorrido sem lesões aparentes. Ainda assim, foi levado para a Santa Casa, onde deve passar por exames. O tenente que coordenou o regate afirmou que a fossa não estava sendo feita com as medidas de segurança necessárias. “O correto seria colocar uma manilha a cada vez que cavasse mais, ela ia segurar e evitar o desmoronamento”.

O irmão do rapaz acompanhou o resgate e ao fim, conversou com a equipe de reportagem. Ele não quis se identificar, mas contou que era o primeiro dia do irmão na obra e descobriu sobre o acidente ao acaso. “Eu estava fazendo uma obra aqui do lado, vi os bombeiros chegando e vim ver a situação”. O pedreiro foi identificado como Anderson Clayton.

Confira a Galeria de Imagens: