A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

23/12/2010 12:00

Desapropriando calçadas, prefeito diz que Júlio de Castilhos será como a Zahran

Ana Maria Assis e Aline dos Santos
 Desapropriando calçadas, prefeito diz que Júlio de Castilhos será como a Zahran

“A Júlio de Castilhos será como a Zahran”. Esta foi a afirmação do prefeito NelsonTrad Filho (PMDB) quanto a mudanças que ocorrerão na avenida Júlio de Castilhos.

O processo de licitação para as obras de infra-estrutura urbana e revitalização da avenida foi aberto hoje (23) no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande). O prefeito nesta manhã afirmou que as obras incluem a redução das calçadas e de estacionamentos de comércios, para que a via seja aumentada, e fique parecida com a avenida Zahran.

Para a obra, que deverá custar 18 milhões, a prefeitura terá que desapropriar parte das calçadas e para isso, Trad Filho afirmou que vai conversar com os comerciantes para explicar a metodologia usada para que o impacto seja o menor possível às vendas.

O prefeito também reforçou que a empresa vencedora da licitação terá que apresentar um plano tático para a execução das obras pensando na proteção dos comércios. Ele citou como exemplo a divisão da obra em de 16 km em quatro etapas, para que dê tempo de se ajustar a nova realidade, dando férias aos funcionários ou diminuindo o estoque. A obra tem previsão de término para o ano que vem.

Parte do dinheiro para a obra é oriunda de empréstimo com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). As empresas que tiverem interesse em participar da licitação devem entregar as propostas no dia 28 de janeiro, na prefeitura da Capital. O documento deve ser acompanhado pela quantia de R$ 384 mil, a título de garantia de proposta.

O edital custa R$ 200 e pode ser adquirido na Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação), localizada na saída para São Paulo. O prazo de execução da obra é de um ano e dois meses após a emissão da ordem de serviço.

Durante discussão, adolescente de 17 anos é esfaqueado pelo amigo
Um jovem de 17 anos foi levado em estado grave para a Santa Casa após ser esfaqueado na noite deste sábado, na frente da casa em que mora no Bairro G...
Após furtar obra, ladrão é capturado por moradores e ferido a tiros
Marcio Estacio Duarte Teixeira, de 31 anos, foi socorrido a Santa Casa de Campo Grande após ser atingido por dois tiros na madrugada deste domingo (1...


Se a Av Julio de Castilho tem muito acidente temos que ver por que ocorrem, se é mal sinalizado, motorista imprudente, ciclista, pressa, o não respeito as convergencias etc.. sem falar que estão pensndo em revitalização sem pensar no alagamento que emmeno de 30minutos de chuva ja prejudica A Av julio de castilho imaginem uma chuva pesada de 24hr? o alargamento sim vai melhorar mai larga melhora os pegas e os desrespeito com os pedestres, pois a julio ja é uma pista larga o que prejudica é falta de cemaforos em pontos etrategicos, e sinalizações (placa) pois 99% param na julio para fazerem retono proibidos inclusive autoridades de deveriam dar exemplos.
o nosso prefeito pareçe não se importar com os Comerciantes, pois são pequenos, micros empresarios , mas na hora de arrecadoção de impostos são impiedosos, não dão nenhum tipo de insentivo, nenhuma forma de ajuda. diferente de uma empresa grande que ganha insentivos fiscais terreno e muito mais.
é um desrespeito aos COMERCIANTE que muito contribuem e sempre contribuirão com mais impostos.
O que atrapalha o fluxo transito e chega a causar acidentes são carros estacionadoproximo aos pontos de onibus e proximo das esquinas atrapalhando quem entra na julio pois tira a visão do motorista, deveria proibir o estacionamentona avenida limitando se a parada de 15 ou 20minutos, pois varios estabelecimentos tem o recuo para estacionamento.
 
tato senuma em 24/12/2010 10:51:03
Podem falar o que quiserem mas o Nelsinho Trad fez da nossa capital uma cidade muito mais bonita. Obrigada prefeito por mais uma...minha familia mora na Pres. Vargas e sabemos da urgência desse serviço para a região.
 
Andrea Chaves em 24/12/2010 08:55:15
Depois de anos esquecida agora vai...Só quem passa por está avenida todos os dias sabe o quanto é ruim e perigosa. Como Marcelo disse: "Veículos mal estacionados, alagamentos, enfim tudo que uma avenida não deveria ter á Julio de Castilho tem. Esperamos mesmo que a obra sejá concluida rápida e com perfeição. Para que depois não haja necessidade de ficar refazendo, abrindo buracos para mexer nisso ou naquilo. Parabéns a Prefeitura..Esperamos que a obra atenda a necessidade de todos nós. Pois dividir em uma avenida daquela de duas mãos somente, dividir espaço com ciclistas, carros,motos,caminhões,onibus, carros estacionados ..Horrível.....Esperamos que tenha também mais retornos pois não temos muita escolha caso passemos de um ponto aonde tenha retorno vai ter que andar um pouco até chegar a outro retorno...Mais concerteza eles sabem o que melhor deve ser feito por aquela avenidade.....Ficaremos no aguardo e esperamos "Agilidade e Qualidade"
 
Carlos Henrique M. C em 24/12/2010 08:27:03
Acho pouco a desapropriação apenas das calçadas. Campo Grande precisa ter uma visão mais ampla, pensa no longo prazo. A Júlio de Castilhos deveria ser uma avenida larga como a Fernando Corrêa.

O trânsito na Zahran é complicadíssimo e não são raros os acidentes ali. Não há prédios com valor histórico na Júlio de Castilhos que impeçam uma desapropriação maior pra que a via seja de fato revitalizada e desafogada para as próximas décadas.
 
Murilo Delmondes em 23/12/2010 09:24:08
Está faltando visão de área para os engenheiros de trânsito de Campo Grande. Temos a Av Eng Amélio Carvalho Baís e Rua Fernando de Noronha, entre a Av Júlio de Castilho e a Av Euler de Azevedo, que poderia ser uma opção de acesso ao centro para os bairros Zé Pereira, Panamá, Canadá, Santo Amaro, Vila Almeida, Coopatrabalho, Santa Carmélia e Canadá. Com pequenos recursos, a Av Eng Amélio Carvalho Baís e a Rua Fernando de Noronha poderiam ser melhoradas, aliviariam muito o trânsito da Júlio de Castilho e permitiriam o acesso de todos os bairros citados à Av Tamandaré, Orla Morena, Ernesto Geisel e Treze de Maio. Imaginem em quanto aliviaria o trânsito da Júlio de Castilho o escoamento para essa alternativa. As obras executadas na Júlio resolverão o problema por quanto tempo??? Com certeza não será por muito tempo.
 
José Rodrigues em 23/12/2010 06:49:35
O bom mesmo era enxergar a Av. BAndeirantes, está uma vergonha aquilo... aliás.. cobrar dqueles picaretas que existem lá (vendedores de carros) uma boa ajuda para recapear aquela avenida, aliás, hoje não tem mais condições de rodar lá.
 
Damasio Lopes em 23/12/2010 04:35:42
Já passou mesmo da hora de mexer com a avenida Julio de Castilhos. O trânsito no local esta um caos só. É acidente a toda hora, falta de educação dos motoristas, alagamentos e alguns pontos da avenida, veículos mal estacionados e ainda em cima da calçada. Realmente a via está necessitando com urgência de de uma reordenada. Parabéns a Prefeitura se conseguir concluir no tempo previsto, e tomara que "não" seja a mesma empresa, e os mesmos engenheiros que mexeram na avenida Ceará, se não estaremos "ferrados"...!
 
Marcelo Max em 23/12/2010 01:48:09
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions