A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

16/02/2016 12:19

Detran aposta em tecnologia para melhorar atendimento e evitar fraudes

Luana Rodrigues
CCO (Centro de Controle Operacional) está sendo implantado para monitorar a qualidade da prestação de serviços, processos e procedimentos do departamento. (Foto: Luana Rodrigues)CCO (Centro de Controle Operacional) está sendo implantado para monitorar a qualidade da prestação de serviços, processos e procedimentos do departamento. (Foto: Luana Rodrigues)

Vigiados em tempo integral. É sob esta realidade que servidores e usuários irão trabalhar e desenvolver processos no Detran/ MS(Departamento Estadual de Trânsito). Um CCO (Centro de Controle Operacional) está sendo implantado para monitorar a qualidade da prestação de serviços, processos e procedimentos do departamento.

Entre as ações de controle está o monitoramento dos pátios de apreensão de veículos, do atendimento executado pelos servidores, das vistorias, aulas práticas, aulas teóricas; e exames. Além disso, será feita identificação biométrica em todas as aulas e exames. Tudo é enviado para o CCO (Centro de Controle Operacional), que processa as informações e armazena as imagens.

Em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira(16), para apresentar o projeto, o diretor-presidente do Detran/MS, Gerson Claro, a ideia também é virtualizar todos os processos administrativos e dar eficiência a rotina de trabalho nas unidades do órgão. Suspensão e cassação de CNH(Carteira Nacional de Habilitação), por exemplo, poderá ser feito de forma online. “A partir dessas ações vamos poder diminuir filas, por exemplo, e melhorar o atendimento por meio da tecnologia”, diz.

Sorria! – Desde 2011, as salas de aulas de cursos teóricos para obtenção da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) em Campo Grande e Dourados tem câmeras. Além de uma webcam direcionada para a turma, permitindo a visualização dos alunos, as armas do Detran e dos CFCs (Centro de Formação de Condutores) contra as fraudes incluem a identificação biométrica de professor e alunos.

De forma aleatória, no decorrer do tempo previsto de duração do módulo de estudo, o sistema vai sortear algumas pessoas para revalidarem a presença com nova leitura das digitais. Ao término da aula, todos devem fazer novo registro. A tolerância será de dez minutos depois do horário programado para a aula, com recálculo do tempo.

 

Durante discussão, adolescente de 17 anos é esfaqueado pelo amigo
Um jovem de 17 anos foi levado em estado grave para a Santa Casa após ser esfaqueado na noite deste sábado, na frente da casa em que mora no Bairro G...
Após furtar obra, ladrão é capturado por moradores e ferido a tiros
Marcio Estacio Duarte Teixeira, de 31 anos, foi socorrido a Santa Casa de Campo Grande após ser atingido por dois tiros na madrugada deste domingo (1...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions